segunda-feira, outubro 29, 2007

PostHeaderIcon AAAAAAAAAAAAAAAAAiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiii

Quem já apertou o dedo numa janela de alumínio sabe do que estou falando.
Estou injuriada com minha incapacidade para tirar os dedos de situações perigosas. Ontem eu consegui cortar o polegar da mão esquerda na faca e hoje, apertei outro dedo na janela; desta vez, o anular da mão direita. Em seguida eu o congelei para tentar minimizar o estrago. Está roxo e acho que perderei a unha!
Certa vez me disseram que esse tipo de auto-mutilação está intimamente relacionado como a auto estima.
Não consigo entender, pois, estou muito bem, obrigada. Bonita, feminina, interressada nas coisas da vida, apaixonada ... minha auto estima vai bem, obrigada.
Meus dedos estão doendo e eu vou dormir.

Bjkª. Elza
sexta-feira, outubro 26, 2007

PostHeaderIcon TAUTOLOGIA

Você sabe o que é tautologia?
É o termo usado para definir um dos vícios de linguagem.
Consiste na repetição de uma idéia, de maneira viciada, com palavras diferentes, mas com o mesmo sentido.
O exemplo clássico é o famoso "subir para cima" ou o "descer para baixo"; mas há outros, como você pode ver na lista a seguir:

- elo de ligação
- acabamento final
- certeza absoluta
- quantia exata
- nos dias 8, 9 e 10, inclusive
- juntamente com
- expressamente proibido
- em duas metades iguais - A bem da verdade, duas metades tb é idiotice. Tem 3 metades???
- sintomas indicativos
- há anos atrás - OU usa há anos, OU usa anos atras...
- vereador da cidade - tem vereador do Estado?
- outra alternativa
- detalhes minuciosos
- a razão é porque
- anexo junto à carta
- de sua livre escolha
- superávit positivo
- todos foram unânimes
- conviver junto
- fato real
- encarar de frente - Encarar de costas não dá, né?
- multidão de pessoas - Vamos lá, encarar de frente a multidão de vacas kakakakak
- amanhecer o dia - Boa noite, acabou de amanhecer kakakakaka
- criação nova
- retornar de novo - Tornar é voltar. Retornar é voltar de novo.
- empréstimo temporário
- surpresa inesperada
- escolha opcional
- planejar antecipadamente - Dá para planejar durante o acontecimento?
- abertura inaugural
- continua a permanecer
- a última versão definitiva - presume-se que a última seja a definitiva,certo? Melhor, mesmo, é usar " a versão mais recente"...
- possivelmente poderá ocorrer
- comparecer em pessoa
- gritar bem alto - Chiiiiiiiii, vamos gritar baixinho kakakakakaka
- propriedade característica
- demasiadamente excessivo
- a seu critério pessoal - Ora, se é seu é pessoal, certo???
- exceder em muito

Note que todas essas repetições são dispensáveis.
Por exemplo, "surpresa inesperada". Existe alguma surpresa esperada? É óbvio que não. Devemos evitar o uso das repetições desnecessárias. Fique atento às expressões que utiliza no seu dia-a-dia.
Verifique se não está caindo nesta armadilha, valeu?


Bjkª da Elza
quarta-feira, outubro 24, 2007

PostHeaderIcon PORCO E O CAVALO...

Recebi esta mensagem por e.mail. É antiga, eu sei, mas estou sem inspiração e sem tempo para redigir. Bjkª. Elza


Um fazendeiro colecionava cavalos e só faltava uma determinada raça.
Um dia ele descobriu que o seu vizinho tinha este determinado cavalo.
Assim, ele atazanou seu vizinho até conseguir comprá-lo.
Um mês depois o cavalo adoeceu, e ele chamou o veterinário:
- Bem, seu cavalo está com uma virose, é preciso tomar este medicamento durante três dias, no terceiro dia eu retornarei e caso ele não esteja melhor, será necessário sacrificá-lo.
Neste momento, o porco escutava toda a conversa.
No dia seguinte deram o medicamento e foram embora.
O porco se aproximou do cavalo e disse:
- Força amigo! Levanta daí, senão você será sacrificado!
No segundo dia, deram o medicamento e foram embora.
O porco se aproximou do cavalo e disse:
- Vamos lá amigão, levanta senão você vai morrer ! Vamos lá, eu te ajudo a levantar... Upa!
No terceiro dia deram o medicamento e o veterinário disse:
- Infelizmente, vamos ter que sacrificá-lo amanhã, pois a virose pode contaminar os outros cavalos.
Quando foram embora, o porco se aproximou do cavalo e disse:
- Cara, é agora ou nunca, levanta logo ! Coragem! Upa! Upa! Isso, devagar! Otimo, vamos um, dois, três, legal, legal, agora mais depressa vai... Fantástico! Corre, corre mais! Upa! Upa! Upa!!! Você venceu Campeão!
Então, de repente o dono chegou, viu o cavalo correndo no campo e gritou:
- Milagre! O cavalo melhorou. Isso merece uma festa..."Vamos matar o porco!".
Isso acontece com freqüência no ambiente de trabalho.
Ninguém percebe quem é o funcionário que tem o mérito pelo sucesso.
Saber viver sem ser reconhecido é uma arte, afinal quantas vezes fazemos o papel do porco amigo ou quantos já nos levantaram e nem o sabor da gratidão puderam dispor???
Se algum dia alguém lhe disser que seu trabalho não é o de um profissional, lembre-se:
“Amadores construíram a Arca de Noé e, Profissionais, o Titanic.”
Procure ser uma pessoa de valor, em vez de ser apenas uma pessoa de sucesso.
Pense nisso! (autor desconhecido)
quinta-feira, outubro 18, 2007

PostHeaderIcon Tiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiaaaaaaaa


- Quero lhe contar uma coisa.

- Pode dizer, minha querida, com o coração apertado e já pensando numa gravidez inesperada. Afinal, ela tem 19 anos e é linda. Flor da idade, auge da movimentação dos hormônios ...

- Sabe, eu resolvi que vou trocar de curso.

- Verdade? Digo eu aliviada e pronta para um papo leve e descontraído.

- É, eu não estou gostando de administração. Não gosto do trabalho burocrático do administrador. Eu quero movimento, ver gente, falar com as pessoas, expor meus pensamentos.


Ouvi com os pelinhos da nuca se eriçando, perigosamente.


- Muito bem, minha querida, eu também acho que a faculdade de administração não é a sua cara, mas vc estava tão decidida e não me perguntou nada. Eu fiquei quieta!

- Pois é, Tia, meus melhores professores não são administradores e não exercem atividades na área.

- Bom minha filha, o que você vai fazer, então?

- Tou pensando em mudar para Direito, Tia. Quero sua opinião.

- Mais uma... kakakakakakakakakaka essa Justiça tá perdida! Mais uma encrenqueira, teimosa, metida e com esse sobrenome pequeno e muito forte! kakakakakakakaka eu só podia esperar isso kakakakaka

- Tia páre de rir e me diga o que você pensa da minha decisão, por favor, disse-me ela, quase chorando de rir.

- Melina, Direito é a sua cara e a cara da família. Tem tudo com você e você tem tudo com o Direito. Vá em frente. Seu nome de guerra precisa mudar. Você usa o sobrenoma da sua Mãe e para entrar para o time, deverá assumir o sobrenome do seu Pai, como eu assumi o do meu. Ficará mais divertido kakakakakakakakakakakaka

- Tia, páre de rir e de se divertir com a minha cara. Dá para falar sério?

- O pior é que estou falando sério, filha. Veja bem, seu avô foi advogado; seu tio Paulo advoga; sua prima Juliana também é advogada. Outros primos acabaram no Direito. É a nossa vocação e faz parte do nosso DNA.

- Tia, dá para parar de debochar? Estou falando de mim e da minha vida...

- Eu também estou falando de você e da sua vida! Você tem perfil para a carreira jurídica pela sua formação e temperamento. Direito é a sua cara e dou apoio para essa decisão e, tem mais, continue na escola em que você está, pois, uma das boas faculdades de Direito de São Paulo. Sua prima se formou por ela, lembra-se?

- Você está falando sério? Acha mesmo que é meu perfil e minha cara? Acha mesmo que tenho vocação?

- Claro que sim, minha linda. Além disso, nós não temos lá muita imaginação,né? Nós gostamos de tradição e de sofrimento kakakakakakakakaka

- Você me leva para assistir algumas audiências e me mostra como as coisas andam na justiça?

- Claro que sim.

- Tia, eu amo você sabia? Eu queria a sua aprovação para mudar de escola. Tinha medo de estar errando de novo.


Nada como ter uma afilhada maravilhosa, não é?


Bjkª. Elza
domingo, outubro 14, 2007

PostHeaderIcon Peripécias, a sequência





Ao chegarmos em casa fomos recepcionados pela minha amiga cachorreira que catou a pequena e levou para a casa dela. A baixinha se espalhou com a Brigitte, Sofia e passarinhos. Quando fui buscá-la, estava se divertindo e muito com a bicharada, inclusive o Pai dela.

Tentei acomodar os meus bichos, mas não foi possível, por muito tempo. A Thelma se encheu de ciúmes e a pequena, adorou correr atraz daquele bicho diferente. Flagrei as duas brigando e a Thelma dando uma patada na outra. A Thelma provocava a pequena e corria para cima da mesa de vidro. A pequena ficava louca, é claro!

Nem sei como, consegui acomodar a tropa e fomos para dormir. A pequena tomou posse da cama do Baltazar e ele, veio deitar-se comigo. Thelma sumiu! Ninguém conseguia dormir tal o cansaço. Apaguei por umas 3 horas e acordei com a pequena uivando.

Tratei de pegá-la no colo e me deitei com ela e o Baltazar noutro canto. Deixei o maridão na cama. Ele precisava mais de descanso do que eu, já que, enfrentaria muitos quilômetros de estrada na direção do carrinho...

Por volta das 9 horas saímos, outra vez, para Belo Horizonte. Nossa pequena, presente de dias das crianças para dois meninos de 8 e 5 anos, precisava chegar no dia 12, sem falta.

O cansaço era tanto que eu cochilava de olho aberto! A pequena não deu trabalho. Deitou-se debaixo do banco do motorista e dormiu. Acordou uivando. Tomou água, comeu um pouquinho de ração, deitou-se debaixo do meu banco e dormiu e assim foi a viagem toda. Descemos com ela no Graal perto de BH. Ela andou somente no perímetro da toalha que levei para ela. Latiu num cachorro que apareceu por lá e fez o maior sucesso.

Chegamos em BH por volta das 17:30H e os pais dos novos donos foram buscar a bonitinha. Ela se jogou para eles. Adotou os dois na hora que os viu. Brincou com eles e uivou bastante. O Cadu lhe deu comida e a Érica, água. Ficaram íntimos em minutos.

Esse casal nos levou de presente algumas empadinhas deliciosas. Nosso jantar, devorado em segundos, acompanhado de leite. Estávamos com um mero sanduiche no estômago, até então.

Eram 20:30h e resolvi "dar uma olhadinha" na cama... acordei às 8:30h ... Maridão dormiu quase tanto quanto eu.

Daí para frente a viagem ficou prosaica e comum. Voltei de ônibus e estou muito cansada. Vou dormir. Bjkª. Elza que não conseguiu localizar a foto da pequena para postar e só conseguiu depois de mexer eu todos os arqu8ivos para descobrir onde as fotos estavam...
sábado, outubro 13, 2007

PostHeaderIcon Peripécias

Imagine dois paulistas e uma cachorrinha de pouco mais de um mês de vida tentando sair de São Paulo em direção a Belo Horizonte, pela Fernão Dias, na véspera do feriado da Padroeira do Brasil.

Saímos de casa ao meio dia. Pegamos a pequenina e tomamos a marginal do Pinheiros. Trânsito pesado, mas andando. Entramos na Marginal do Tietê. Parada. Nada andava e, de repente, do nada, o freio do carrinho mostrou problema. Saimos de lá e paramos numa oficina desconhecida para trocar uma peça cujo nome não sei.

Após uma hora de espera resolvemos seguir em frente. Demoramos quase duas horas para chegar na Via Dutra. Sorrimos e nos animamos. Dizem que felicidade de pobre dura pouco e agora, eu sei porque. A entrada da Fernão Dias estava parada. Um horror. Teimamos e fomos em frente. O trânsito pesado durou até Bragança Paulista. Cruzamos a divisa de Estados à noitinha e a velocidade do carrinho foi totalmente cortada logo ali, um pouco adiante de Extrema.

Maridão viu o carro da Policia Rodoviária Federal estacionado e com o giroflex ligado indicando acidente a frente. Paramos e em minutos a notícia veio. Uma carreta tombada e sem previsão para liberação da estrada.

Decidimos voltar, dormir em Bragança e seguir caminho no dia seguinte. Nosso plano foi frustrado pois, os hotéis estavam com alguma convenção. Nenhum quarto disponível.

Cansados, famintos e nervosos, transportando uma inocente no carro, voltamos para casa.

Demoramos 8 horas para rodar pouco mais de 260 quilômetros e dormirmos, mal, na nossa cama.

O resto eu conto depois. Bjka. Elza, que está usando o lep do maridão, em BH.
quarta-feira, outubro 10, 2007

PostHeaderIcon Desabafo

Um absurdo o que aconteceu em Santa Catarina. Um acidente feio e cheio de vítimas tornou-se muito pior por causa de um caminhoneiro inexperiente. Vários bombeiros perderam suas preciosas vidas, o que me revolta! Pais de familia, assalariados e treinados para socorrer o próximo. Embora mal remunerados e sofridos não serão substituídos com rapidez, pois, detinham experiência no trabalho.

No mesmo jornal a noticia da apreensão de meia tonelada de pedras de craque e não sei quantos quilos de maconha me revoltou. Tenho certeza que uma parte do lote não apareceu para a reportagem. Ficou por corredores escusos e será lançada no mercado para enriquecer traficantes outros, que não vivem nos morros e não pertencem às facções criminosas conhecidas.

Nossa juventude se perde em drogas, falta de estudo, falta de perspectivas.

Eu fico aqui falando nos meus bichos e matraqueando a respeito de futilidades de propósito.

Cada vez que abro o jornal, ou seja, todos os dias pela manhã, me revolto e meu estômago fica embrulhado. Escândalos sobre escândalos no Senado e na Câmara dos Deputados. Decisões políticas dos nossos maiores tribunais; julgamentos que desfavorecem ao povo e ao bom senso, me põem descrente do sistema judiciário. A transferência de nossos bens, paulatinamente, para outros povos, tais como nossos bancos, tantos públicos como privados; estradas; companhias de aço e por aí afora...

Estou muito cansada de lutar contra a burocracia; contra o lugar comum; contra a ignorância e o desrespeito ao próximo e esse cansaço refletiu-se no post. Deixei a futilidade e o besteirol para extravasar, um pouco, meu desencantamento com as coisas desse brasil de Meu Deus.

Viajo para Belo Horizonte com a filhota do Baltazar, chamada Raica, amanhã, dia 11 e só volto no domingo. Possivelmente não postarei nesse período.

Bjkª especial para quem me visitar. Elza

segunda-feira, outubro 08, 2007

PostHeaderIcon Senhas

Por que existem senhas, posso saber?
Esqueci a minha do MSN e pronto! Preciso me cadastrar de novo... É a terceira vez que eu apronto comigo!
Daqui a minutos irei ao oculista. Odeio ir ao oculista! Odeio saber que meu olho está esgarçando e que preciso fazer outro bombardeio de raios laser! Odeio tirar foto do olho! Odeio dilatar a pupila! Odeio ficar vendo tudinho enevoado ... Odeio ter que fazer lentes novas para meus óculos!
Tem outro remédio? Então, odeio mas enfrento, certo?
Bjkª. Elza
sábado, outubro 06, 2007

PostHeaderIcon Up grade

Meu computador captou um virus e o AVG não foi capaz de dar conta dele.

No começo eu não liguei, mas com o passar dos dias, a coisa foi se complicando, e me toquei que poderia estar disseminando o bandido para o mundo.

Liguei para o técnico e ele me pediu a máquina. Boa hora!!! a ventoinha estava quebrada e esquentando todos os componentes.

- Troque a ventoinha! Aproveite, aumente a memória dele. Bom, meu teclado está feio... quero um novo, com amortecedor nas teclas.

OK, dei uma tapa no micro e ficarei com ele mais um ano, tá bom?

Bjkª. Elza
quinta-feira, outubro 04, 2007

PostHeaderIcon Birmania


Quero ver a foto dessas crianças quando adultas, lá na Birmânia, que mudou de nome para Miamar.
Quero ver sorrisos nesses lábios e brilho nesses olhos.
Quero brinquedos nas mãozinhas e sapatos nos pés.
Quero saber de estômagos saciados e cabeças pensantes.
Bjkª. Elza
segunda-feira, outubro 01, 2007

PostHeaderIcon TIM

- Bom dia, minha filha. Eu paguei duas vezes a mesma conta do mês de setembro.
- O número do telefone com DDD, por favor. Um momento
- ...............
- Obrigada por aguardar . O nome da Senhora? Um momento.
- ................
- Obrigada por aguardar. CPF? Um momento.
- ....................
- Obrigada por aguardar. Data de nascimento? Um momento. Senhora, qual é o valor da conta? Um momento.
- ..........................
- Obrigada por aguardar. Senhora, não tem conta com esse valor no cadastro.
- Como não? Ela está aqui na minha mão e foi paga duas vezes!
- Um momento, por favor. Em que datas elas foram pagas?
- Na data do vencimento e nesta última sexta feira.
- Um momento...
Silêncio
Silêncio
Silêncio
Desliguei e comecei tudo de novo.
- Senhora, a TIM não lhe devolve o dinheiro. A TIM lhe dá crédito na próxima conta.
- Menina, eu só queria saber porque a outra atendente ficou me pedindo confirmação de dados e depois me largou na linha!
- Ah ... por que ela foi IMPROCEDENTE.
Bjkª da Elza

Thelma Louise

Thelma Louise
Minha gatinha querida

Pesquisar este blog

Perfil

Elza Maria sempre em busca de respostas. Paradoxal, curiosa, inteligente, crítica, observadora, sentimental, habilidosa, amorosa, sensível, disciplinada e um montão de outras coisas. Ser humano normal, comum, mediano, mas que gosta de escrever e está no quarto blog.

Arquivo do blog

Atualizaçoes

Seguidores

Miau

Get the Maukie - the virtual cat widget and many other great free widgets at Widgetbox!

Passaram por aqui

Créditos

Template: Meiroca.com
Foto: Silvia Perutti