quarta-feira, janeiro 30, 2008

PostHeaderIcon De lanterna a farolete


Aí, alguém disse: eu quero que você fique.

Aí, alguém retrucou: saiba que eu quero ficar.

Cheira coisa boa ou não cheira?

Ó, tou indo até ali para uma audiência e volto, amanhã à noite.

Bjkª. Elza

PostHeaderIcon tiururu 2

De luz no fundo do tunel virou uma lanterna e está pertinho pertinho da minha mão ...

Fofoca: aquele que queria me contratar e que eu não aguentei ... o mineiro falador ... está sofrendo 2 ações de ex-clientes. Uma delas, por danos morais e a outra, indenização pela imperícia no exercicio da profissão ... Soube hoje!!! Veja só do que me livrei!!!

Bjkª. Elza
segunda-feira, janeiro 28, 2008

PostHeaderIcon Thururu

Tem uma luz lá no fundo do tunel e estou me desdobrando para atingi-la e transformá-la num holofote.

Claro que eu não vou falar do que se trata, hoje.

Bjkª. Elza
sábado, janeiro 26, 2008

PostHeaderIcon Desmatamento da Amazonia




Cursei Geografia na Universidade de São Paulo e me formei em 1.975.
Um tempão ...
Naquela época falava-se na construção da Rodovia Transamazônica e no impacto que seria para o meio ambiente a retirada de vegetação, ao longo do rio, para a estrada. O desmatamento era profundamente combatido e a oposição dizia que era imperiosa a construção da estrada para levar o progresso para aquela região. Todos nós sabemos em que estado se encontra o pouco que restou da rodovia.
Falava-se em criar malha viária na Amazonia para integrá-la ao País.
Houve a desmistificação da floresta como o grande pulmão do mundo, pois, por tratar-se de vegetação muito velha ela produz muito oxigênio e utiliza todo ele. Nos meus tempos de estudante dizia-se que o grande pulmão do mundo era formado pelas algas que produziam oxigiênio e o deixava no ar, para nosso uso e gozo.
Apesar de tão combatida a tal da Rodovia Transamazônica foi construida e o desmatamento não parou unca mais. Desde aquela época a floresta vem sendo explorada. Inicialmente aos poucos, timidamente, com a conivência dos índios e a complacência dos governos, até o início do monitoramento por satélites, quando explodiu o pouco caso para com a natureza, com o meio ambiente, com a ecosistema.
Chegamos a situação alarmante, pois, depois de destruida a mata não volta ao que era. Nunca mais se reconstitui. Como proceder diante da fauna desaparecida?
De vez em quando eu recebo e.mails alarmantes que trazem denuncias de verdadeiros estados de fato instalados no interior da Amazônia, com idioma e moeda diferentes dos nossos. Estados que exploram nossas reservas minerais, vegetais e sei lá o quê. Até que ponto são verdadeiras essas noticias eu não sei, mas, considerando-se o descaso do governo, ponho-me a pensar...
O desmatamento já é crítico. O prejuízo ao ecosistema já está instalado e a ganância já demonstrou seu poder.
Meus pêsames, Floresta Amazônica.
Meus pêsames, povo ribeirinho.
Meus pêsames, nossos governantes.
Quer conhecer um blog muito interessante e inteligente?

Bjkª. Elza
quarta-feira, janeiro 23, 2008

PostHeaderIcon Brigite e seus filhotes


A foto não é muito boa, mas dá para ver a Brigite e seus quatro filhos.

Os filhotes estão com 4 dias de nascidos.

Bjkª. Elza
domingo, janeiro 20, 2008

PostHeaderIcon Realizei meu desejo


A reunião foi no apartamento do mais velho.
Servi macarrão com alice. As cunhadas aprenderam a fazer a receita da minha avó italiana.
Meu irmão fez uma carne de panela, deliciosa.
O outro levou o vinho, a sobremesa, a máquina fotográfica e uma montanha de fotos antigas scaneadas.
Enquanto estávamos só meu irmão mais velho, a esposa e eu conversamos sobre meu marido e sobre as dificuldades que ele teve de entrar para a familia. Falei da minha inabilidade em harmonizar os temperamentos e no quanto meu marido mudou com o passar dos anos.
Esse irmão é especial. Ele compreende e está tentanto me ajudar na integração do meu marido ao meio.
O mais novo é o problema. Ele não quer ouvir e não quer entender e não quer ser caridoso...
Acho que essa reunião trouxe coisas boas para todos e espero que os dois irmãos conversem entre si sobre meu marido e que o mais velho conte as minhas ponderações.
A bem da verdade eu não espero nada, mas estou feliz porque nós conversamos, rimos, vimos as fotos antigas e sacamos muitas fotos que publicarei assim que as receba por e.mail.
Cumpri minha missão de natal de 2006.
Reuni minha familia em volta de uma mesa farta, como boa descendente de italizanos e portugueses que sou.
Ficamos juntos por algumas horas e estou em paz.
Pensando melhor, assim como reuni os irmãos com as esposas, reunirei todos, com meu marido. Esse é meu propósito para o Natal de 2008.
Na foto: o de camisa branca é o mais novo dos três irmãos.

Bjkª. Elza
sexta-feira, janeiro 18, 2008

PostHeaderIcon Cachorro louco

O povo de São Paulo chama de cachorro louco aos motoboys que circulam em altas velocidades, no meio dos carros, sem respeitar faixas que separam as pistas, faixas de pedestres, faróis, sinalização e tudo, enfim.

Esses motoboys ganham por hora e, contratados, o mínimo que se paga são R$ 20,00 que equivaleria a duas horas de serviço. Noutro dia contratei um deles que, recebeu os R$ 20,00 e trabalhou 25 minutos!!!!!!!!!!!

O serviço deles é útil, necessário e eles se tornaram uma categoria profissional. As condições de trabalho são massacrantes e exigem muito deles; daí transitarem feito loucos, colocando em risco a integridade física de todos os que se aproximam.

Meu carro já foi abalroado, de propósito, porque eu parei no lugar que o cachorro loucio queria ficar. Vingou-se e tratou de quebrar o espelho lateral.

Claro que nem todos são bandidos, mas todos são doidos em cima de suas motos.

O prefeito de São Paulo decidiu proibir a circulação de moto boys por algumas avenidas da cidade e está a exigir acessórios de segurança. É óbvio que está buscando controlar a manutenção das motos com vistorias nos departamentos de trânsito e diminuir o número de acidentes diários.

Eles não querem o controle. Não querem a proibição de circular por entre os carros e caminhões e ônibus a 90 km por hora nas marginais e outras avenidas importantes. Eles não querem as caçambas no lugar das mochilas e fitas reflexivas nos capacetes. Não querem as vistorias para lacração dos veículos. Claro, clandestinidade é muito mais rendosa!

Para demonstrar que não estão para brincadeira, eles se vingaram e pararam a cidade. Mais de 500 deles, segundo a PM, lotaram todas as grandes avenidas da cidade num protesto. Foram até a Prefeitura e posaram para as fotos publicadas no UOL.

Protesto organizado nas zonas norte, sul e oeste pois, foram acompanhados por batedores da PM e não puderam cercear a liberdade de ir e vir dos demais cidadãos.

Como não poderia deixar de ser, houve protesto na zona leste e lá, um número imenso de cachorros loucos, sem batedores, parou a avenida mais importante da região e lá ficaram, parados, com gritos de ordem e um buzinhaço tremendo.

Aqui em São Paulo é assim: baderna generalizada. Perueiro ilegal quer mostrar força paraliza a Rua Maria Paula, na frente da Câmara dos Vereadores; marreteiro quer continuar a vender contrabando no meio da rua faz protesto contra a polícia e paraliza a Rua 25 de março; motoristas e cobradores de ônibus fazem greve e estacionam os veículos sobre as pontes e impedem a passagem de todos os que não estão envolvidos no problema; funcionários do metrô resolvem protestar e abrem as catracas para o povo ...

Sempre me bato nessa tecla: há inversão de valores e a coisa está piorando dia a dia. Onde vamos parar?

Bjkª. Elza
segunda-feira, janeiro 14, 2008

PostHeaderIcon Brigite Bardot

A linda e temperamental dash, ou, simplesmente, salsichinha, da minha amiga cachorreira está parindo. São 4 ou 5 cachorrinhos naquela barrigona enorme e barulhenta!

Recuso-me a assistir. Minhas reservas são imensas. Quero ver os pequeninos mas não o ato de nascer.

Depois eu posto as fotos.

Bjkª. Elza
sábado, janeiro 12, 2008

PostHeaderIcon Assalto

Meu vizinho de porta é sócio de uma cadeia de restaurantes. Esforçado e trabalhador pegou o caminhão da empresa, com motorista e foi às compras. Passou pelos fornecedores e depois, no banco. Sacou R$ 10.000,00 e veio para casa. Quando o caminhão parou na porta do prédio para ele descer houve a apresentação de armas pelos motoqueiros que os seguiram.

Mais do que depressa, ele conseguiu jogar a mochila recheada de dinheiro e com os documentos pessoais, leptop e por aí afora, por cima da grade do prédio e correu.

Os motoristas do ponto de taxi viram tudo e não tiveram a esperteza de anotar as placas das motos e nem de chamar a polícia.

O vigia do prédio da esquina, viu tudo e acionou a polícia pelo rádio, enquanto meu vizinho se escondia na garagem e o motirista continuava rendido pelos ladrões.

O porteiro do prédio onde moramos estava na folga para almoço e quem cuidava dos portões era o faxineiro que, quando viu a mochila no chão do prédio, mais do que depressa, a jogou para o lado de fora e escondeu-se na guarita.

Disse, ao ser questionado: Fiquei com medo de bala perdida.

Se fosse mais inteligente não era faxineiro, certo?

Bjkª da Elza

terça-feira, janeiro 08, 2008

PostHeaderIcon Intuição

Noutro dia minha intuição me dizia para não perder meu tempo e que o tal emprego não daria certo. Fiquei sem saber como proceder e escrevi e.mail para o caro colega desistindo de trabalhar com ele, mas minha educação não permitiu esse procedimento. Aprendi de outra forma e me dispus a ir ao escritório dele e conversar.

Ademais, nem tentar me pareceu covardia e preconceito.

Na segunda feira, primeiro dia útil do ano, fui e só me aborreci.

O caro colega sofre de alguma doença que transformou-lhe o ego num monstro. Ele é capaz de ficar horas e horas falando sobre si mesmo; sobre seus feitos e a respeito dos seus clientes a ponto de me causar náusea seu tom de voz.

Ele criou uma pirâmide e está encarapitado lá em cima, sozinho e sem comunicação com o mundo. Colega não é colega, é subordinado, de algemas e sem personalidade. Tem deveres e não tem vontades. Até limitações no vestuário ele impõe.

Depois de quase duas horas discursando e se enaltecendo para mim e para o jovem que deveria ser o meu assistente, ele teve reação nervosa e demonstrou como seria nosso relacionamento.

Num átimo, antes de eu perder minha santa e restrita paciência, mostrar meu temperamento forte e minha capacidade de ser grosseira, anunciei que não ficaria com ele.

Ele não quis explicações. Recusou-se a ouvir. Foi grosseiro mais uma vez e eu me senti aliviada pela decisão que tomei, de impulso, mas baseada em fatos.

Para completar, assim que anunciei que não ficaria, ele me diz que eu o deixei em péssima situação pois, haveria audiência no dia imediato em Ribeirão Preto e que ele não poderia ir.

Mentira dele, pois, ele só soubera daquela audiência no minuto que anunciei que não ficaria pois, sua agenda estava desatualizada. Mesmo assim, para fazer bonito e ganhar um extra eu me comprometi com ele e viajei naquele final de tarde. Dormi em Ribeirão, fiz a audiência e voltei, hoje, para Sampa.

Estou muito cansada, sem dúvida. Nem liguei para ele para não lhe ouvir a voz!!! Amanhã irei entregar a pasta, o relatório da audiência e o de despesas. Também cobrarei pelos meus serviços, é claro.

Espero ter deixado a porta berta para serviços free, o que me interessa muito mais do que o compromisso e as algemas. Eu tenho mais tempo de carreira que ele. Ele tem arcabouço teórico invejável e é hábil, mas muito doente, também.

Ah ... eu soube, pela representante da empresa, que conheci lá em Ribeirão Preto, é de São Paulo e quem o informou da audiência enquanto eu me preparava para sair daquele lugar, que sou a 4ª advogada que não fica no escritório desse moço DESDE AGOSTO DE 2007.

Bjkª da Elza
sábado, janeiro 05, 2008

PostHeaderIcon Outro presente de Natal

Estava eu me aprontando para a ceia de Natal quando recebi a seguinte mensagem, pelo celular:

" Pedi ao Papai Noel uma familia em São Paulo. Se um velhinho
tentar te empacotar, relaxa e por favor, colabora! Feliz Natal e obrigada por esse 2007." Mariela


Tratando-se de pessoinha muito querida e que faz tempo deixou de ser figura apenas virtual, antes de publicar a deliciosa mensagem dessa mineira, pedi licença para ela, pois, estou expondo o sentimento dela. Tenho muita honra de ser a familia dela em São Paulo.

Essa mensagem me deixou mais do que sensibilizada porque, luto para reorganizar minha familia de sangue e para juntar os cacos que sobraram. Existe uma diferença entre meus irmãos e meu marido e ninguém quer ceder.

Meus propósitos de 2006 só puderam dar pequenos frutos em 2007. No dia 24 visitei os dois irmãos e acalmei meu coração. Todavia, ainda estou sofrida. Quero mais do que isso. Quero familia se comunicando, se entendendo, se falando. Quero harmonia, solidariedade. Quero de volta o que já tive, ora! Estou pedindo muito?

Preciso de uma data conveniente para reunir o grupo. Um está na praia e quando ele voltar, o outro estará em Porto Alegre. Quando este voltar ... veremos!

Aprendi com miinha amiga Marli a pedir para o meu anjo da guarda interceder junto ao anjo da guarda do meu marido para ele ceder um pouquinho que seja. Pedi ao meu anjo da guarda que fosse até o anjo da guarda do meu irmão mais novo com a mesma missão. Meu irmão mais velho já conseguiu romper a barreira com o meu marido e aos poucos, sem pressa, eles tem trocado algumas palavras, ao telefone.

O cardápio do almoço de confraternização está definido. As mulheres vão para a cozinha e os homens ficam conversando. Tenho o roteiro já traçado e ainda vou conseguir reunir todos em volta da mesma mesa! Somos tão poucos para ter desavenças tão mesquinhas e idiotas.

Um ofendeu o outro? Pois briguem, discutam e limpem a área. Desculpem um ao outro. Ninguém é perfeito! Vamos viver juntos e fim de papo. Penso assim e quero que essa paz se instale.

Tenho minha linda e alegre familia virtual.
Tenho minha familia composta dos amigos que a vida me presenteou.
Quero minha familia de sangue , ora!

Bjkª de Feliz Ano Novo para todos.

Elza

Thelma Louise

Thelma Louise
Minha gatinha querida

Pesquisar este blog

Perfil

Elza Maria sempre em busca de respostas. Paradoxal, curiosa, inteligente, crítica, observadora, sentimental, habilidosa, amorosa, sensível, disciplinada e um montão de outras coisas. Ser humano normal, comum, mediano, mas que gosta de escrever e está no quarto blog.

Arquivo do blog

Atualizaçoes

Seguidores

Miau

Get the Maukie - the virtual cat widget and many other great free widgets at Widgetbox!

Passaram por aqui

Créditos

Template: Meiroca.com
Foto: Silvia Perutti