quarta-feira, julho 30, 2008

PostHeaderIcon Um minutinho

que eu já volto. Fui até ali resolver um probleminha profissional e depois, me divertir um pouco. Eu volto no sábado e então comentarei em todos os blogs e responderei ao meme da Ana.
Muitas bjkªs. Elza
domingo, julho 27, 2008

PostHeaderIcon Conversa de surdo

- Por que vc está chorando?
- Ela não gostou ... venha ver ... Achou que o rejunte ficou muito escuro.
- Tá, eu também não gostei e sei que você também não. Aliás, nós cantamos essa bola. Desde o começo nós dissemos que não ficaria bom.
- Tento agradá-la e veja só no que dá... Ela me disse agorinha, agorinha ... Quando eu comecei a colocar o claro na outro banheiro ela disse que iria manchar e encardir ...
- Ela escolheu esse rejunte escuro em piso branco. Você fez a vontade dela. Logo, ela perdeu o direito de não gostar. A escolha foi dela.
- O pior é que meu filho quebrou uma das cúpulas de vidro do lustre acoplado ao ventilador de teto...
- Isso sim é problema porque vc terá que procurar outra cúpula e talvez não encontre igual e terá que trocar as três. Tem trabalho e custo nisso. Por esse motivo você tem razão em estar aborrecida, mas pelo outro, não! Ou vc aguenta o piso feio ou manda trocar e ela paga a despesa.
- Você conhece minha Mãe e sabe que ela vai me atormentar e falar esse rejunte pelo resto da vida se eu não trocar! Era para ficar charmoso e não ficou ...
- Você deveria ter colocado rejunte da cor do piso e passado por cima das exigências de sua Mãe. Atender às vontades dela dá nisso!
- É, mas se eu coloco rejunte claro, ele vai ficar encardido e aí eu fico louca com as reclamações.
- Escute, você trabalha com a hipótese de o rejunte ficar encardido? Para quê tem empregada? Por que paga a Rute?
- Você sabe que a Rute cuida direitinho da minha Mãe e que ela vem mais cedo só para dar o café da manhã do meu filho. Eu confio nela.
- Ela não lava as panelas direito; ela deixa as roupas encardirem; faz a maior bagunça nos armários; detona material de limpeza e deixa a casa ...
- Você sabe que não posso mandá-la embora... Minha Mãe não deixa ...
- Amiga, depois de uma certa idade, nós, filhas, nos tornamos Mães de nossas Mães. Acorde! Ponha ordem nessa bagunça senão vc ficará doente!
As lágrimas rolavam pelas faces da minha amiga cachorreira e nada a consolou. Ela entende e não tem coragem de dar um basta na situação. A Mãe dela está com 84 anos e é lúcida, mas não tem visão de conjunto, não tem visão de futuro e só pensa em si.
Talvez devido à idade ela só vê o que está na frente dela. Nem imagina o trabalho que dá tirar todo o rejunte e colocar outro, que foi comprado na hora em que a filha deveria estar descansando... não contabiliza o custo financeiro e moral da atitude ... Não leva em consideração o trabalho do pedreiro e o custo desse serviço extra ...
MInha amiga telefonou para o pedreiro e combinou que iria comprar rejunte cinza claro e ele refaria o serviço amanhã. Mais um dia perdido numa reforma interminável. Faz mais de um mês que ela começou a mexer na casa e até agora não tem sequer um banheiro completo.
Minha amiga cachorreira está começando a tornar-se insana e eu me preocupo com isso.
Bjkª. Elza



terça-feira, julho 22, 2008

PostHeaderIcon Tum ... pa ... tóim ... tóooiiim ... tum...

Tem também o tóoooooiiiiinnnnn; pleeeeeeeeeeeec, tempt; tômmmm ; e outros cujas omomatopéias me escapam.

Começa por volta das 8 horas e só termina às 17 horas, com pequeno intervalo para almoço.

É isso mesmo, tem pedreiro quebrando o banheiro social do meu apartamento. Ele e o ajudante, de máscara e tudo, fazem a sinfonia dos barulhos dependendo do instrumental que usam e do local da parede que atacam. Meu marido cansou de oferecer um martelete para facilitar o serviço, mas, como eles não sabem utilizar o equipamento, resolveram quebrar no braço, mesmo.

Pela manhã eles estão com a corda toda e o barulho é de enlouquecer. Conforme o dia vai envelhecendo as batidas se tornam mais suaves e espaçadas. Após o almoço o ritmo diminui e o barulho é quase suportável.

Meu apartamento está uma confusão que só com muito bom humor para suportar. Pó para todos os lados. A Maria passou pano sobre os móveis e retirou um tanto, para, em seguida já estar tudo empoeirado, de novo.

Os bichos estão sofrendo. A Thelma não conseguia se achar, ontem.

Procurou um cantinho para dormir e não achou. Escondeu-se no meio das minhas caixas de pastas e lá ficou, assustada e infeliz.

O Baltazar é mais pacato e menos sistemático e deitou-se no sofá e dormiu o dia todo.

Marido chegou de BH doente e reclamou de tudo. Ele organizou a sinfonia para eu ouvir e precisou voltar porque está com infecção que tomou o pulmão. A médica não falou em pneumonia, mas receitou antibióticos específicos para pulmão e ele está aqui, de castigo.

Sebastião me disse que a sinfonia acaba hoje e que de amanhã em diante ele começa a assentar os tubos e depois os revestimentos, ou seja azulejos e piso. Depois vem a parte mais delicada, ou seja, acabamento. Precisarei estar atenta e cuidadosa, porque o maridão estará em Buenos Aires.

Dizem que desgraça nunca vem sozinha e, eu posso afirmar que sempre vem em três: pedreiro quebrando o banheiro; marido em casa doente e, limpeza da fachada do prédio em andamento. Estou com algumas janelas lacradas para proteger os móveis da força da água que é jogada nas pastilhas externas.

A sorte é que a Maria, minha assistente técnica, é do bem; paciente e cheia de boa vontade. Ela topa tudo e está sempre de bom humor. Queria levar a Thelma para a casa dela e eu, egoistamente, não deixei.

Acabado esse banheiro vamos quebrar o outro, o da suite e já imagino a bagunça dentro do nosso quarto. Não darei um minuto de tempo entre as quebrações, senão eu desisto.

Meu marido não sabe, mas pretendo trocar o piso da sala e pintar todo o apartamento. Por mim, eu quebrava a cozinha e deixava tudo novo, mas, confesso que me falta ânimo.

Vou perguntar para o zelador se tem algum apartamento vago aqui no prédio e se o proprietário me aluga por 30 dias. Mudo e faço tudo o que quero, que tal ???


Bjkª empoeirada da Elza.
sexta-feira, julho 18, 2008

PostHeaderIcon Antes de partir



Quem me conhece nem se espanta quando saio do cinema e pergunto o nome do filme que acabei de assistir, ou quando eu durmo na exibição de estrelas do planetário ...

Nome de artista? Pode esperar sentado pois, não sei mesmo. Até que melhorei depois de tanto me esforçar e já sei alguns desses artistas muito mais jovens, mas, não sei dizer quem participou de qual filme.

Essas informações são úteis apenas para prevenir Alzheimer, não é?
O que mais faço com isso além de exercitar a memória?

Quando eu era mocinha almoçávamos juntos em casa todos os dias da semana, e após a sobremesa, começava a "conversa de barriga cheia" como dizia a Fulô, nossa empregada. Invariavelmente, tinham os momentos de cultura inútil e aí entravam os nomes de artistas, de filmes, de personagens de histórias em quadrinhos e outras besteiras.

Nessa época, minha amiga Marisa namorava um jovem a contragosto dos pais e, enquanto almoçávamos ela ficava ao telefone conversando com ele e, depois, vinha tomar café e participar daqueles momentos de descontração. Ela me dizia que na casa dela não existiam esses momentos de familia reunida e que ninguém conversava.

O tempo passou. A vida mudou. Cada um foi para seu lado.
Muitos anos se passaram antes de nos reunirmos de novo com filhos e cônjuges a engrossar a conversa que passou a girar em torno do computador, internet, programas e não mais os temas da juventude.

Eu sempre fui alheia pois, não consigo me lembrar dos nomes das pessoas, imagine de filmes, personagens e dai por diante... Faço o gênero desligada, mas quando é preciso, eu acabo achando lá no fundo da memória alguma coisa para participar.

Tudo isso para dizer nem sei mais o quê.

Juro que eu pretendia comentar o filme que dá nome a esse post e acabei divagando...Acho que me perdi no preâmbulo quando lembrei os nomes dos atores, pois, o do filme, eu precisei olhar no DVD ...

Bom, o filme se chama "Antes de Partir". Os personagens principais são interpretados por Morgam Freeman e Jack Nicholson ou seja lá como se escrevem os nomes deles.

Lindo poema sobre a vida, o amor e as relações humanas. Para quem não assistiu, eu recomendo.
A Miriam minha amiga de infância, recem encontrada, foi quem me falou sobre o filme e me emprestou a cópia. Ela montou um blog, e está, ainda, no comecinho, mas deverá ser muito bom com o passar dos tempos. Recomendo, também. Basta clicar no link.

Bjkª. Elza
quarta-feira, julho 16, 2008

PostHeaderIcon Lições da vida


Preciso ficar mais esperta e aprender logo a lição que a vida está tentando me ensinar.


Nada vem por acaso.


Tudo acontece por alguma razão. Tudo vem para o bem.


Observe que as pessoas sempre caem nas mesmas situações, tem sempre os mesmos dilemas e sofrem sempre as mesmas dores.


Por que?


Porque não aprenderam a lição que a vida oferece.


Faz anos que sei que minha lição é a paciência. Preciso aprender a ter paciência e a entregar ao outro o poder.


Sei disso porque tenho que ter paciência e esperar a chamada para audiência; fico aqui a esperar que o marido volte das viagens; espero a solução dos processos e por aí vamos. Gosto de aventuras e de viagens e estou atarrachada no mesmo lugar e ainda, arrumei dois bichos para criar e mais me prender.


Estou sempre treinando e nunca aprendo minha lição, uma vez que as situações se repetem. Meu impulso realizador e empreendedor é castrado, sufocado, amassado e espremido pelo tempo de espera para as coisas de realizarem. O poder está na mão do outro.


Por outro lado, meu marido adora a rotina e a repetição das coisas e situações. Ama ficar em casa. Detesta surpresas e coisas novas. A vida o força a viagens constantes e conhecimentos diversos; ausência de rotina e certa indisciplina.


Caso as coisas fossem opostas e eu a viajante, nosso casamento já teria ido ao espaço.


Ele está cansado e tem reclamado, muito. A vontade de parar toma corpo, especialmente quando chega a hora de pegar o carrinho e despencar para Belo Horizonte, sozinho, por essa estrada horrível, sabedor que lá permanecerá por 9 dias seguidos, inclusive final de semana.


Estou em casa, com os bichos, com minhas amigas, em contato com meus irmãos, ou seja, cercada e amparada, enquanto ele fica só, longe de filho, do neto e de nosso cantinho construido com tanto esforço. Ele não quer mudar para BH e nossa situação completará 3 anos em dezembro.


Tá mais do que na hora de um de nós aprender a lição para poder apoiar o outro.


Bjkª. Elza
domingo, julho 13, 2008
Ontem à noite fiz caldo verde muito gostoso para esperar meu viajante.

Hoje, ele chegou-se à pia da cozinha, limpou o maço de brócoles. Separou, minuciosamente, os talos grossos e os descascou para aproveitar o miolo macio. Lavou flor por flor. Reservou as folhas menores e tenras. Aqueceu água e cozinhou sem tempero algum.

Na tábua, com faca muito afiada, picou alho.

Tomou a frigideira, azeitou e fritou o alho. Colocou uma latinha de "alice" italiano que foi se desfazendo no fogo alto. Os brócoles cozidos foram agregados ao "alice" e muito bem misturados.

Naquela água dos brócoles o macarrão foi cozido. Papadele, bem largo e seco.

Depois de cozido, foi colocado sobre o brócole e servido com vinho tinto e muito queijo ralado.

Meu marido pipa estava inspirado, hoje. Ele comeu carpaccio, também.

Sobremesa com frutas variadas, chocolates e, acredite se quiser, mas teve até sagu, que ele prepara com vinho tinto.

Eu o proibi de ir para Belo Horizonte nessa semana. Quero-o por perto para variar.

Bjkª da Elza
terça-feira, julho 08, 2008

PostHeaderIcon Socorro!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Pessoal, não sei o que fazer com esse blog. Ele está doido!!! O haloscan mudou e não consigo responder aos comentários antes de publicar. Tentei abrir a caixa de mensagens e todos os comentários apareceram enfileirados no final do post e ... não sei o que fazer.

Meiroooooooooooooooca, cadê vc, minha flor????????????

Tá passeando pelo Brasil e se divertindo pelo que eu soube.

Vamos em frente. Bjkª. Elza

TEM POST LÁ NO OUTRO BLOG
sexta-feira, julho 04, 2008

PostHeaderIcon Choro descontrolado

e aflito tirarou o jovem marido de seu canto, de seu sossego. Desligar a TV e largar o jogo no meio, pegar o carro, enfrentar trânsito, descobrir o paradeiro da esposa...


Muito aborrecido ter que sair naquele horário porque ela chorava e nem dizia coisa com coisa.


Para que chorar tanto? Por que se desesperar? O serviço poderia ser feito no dia seguinte, tudo bem !!!


Saiu com o endereço e o mapa na mão para buscar a chorona, de muito mau humor.


Só porque atropelou um cachorro não é motivo para tanto estrardalhaço!


O casamento acabou dias após.


Bjkª. Elza

quarta-feira, julho 02, 2008

PostHeaderIcon Aprendi nesses últimos dias

1. Quem foi que disse que devemos acertar sempre??????
Errar nas escolhas, errar caminhos, errar contas ... errar é absolutamente normal e faz parte do nosso crescimento.
Optar por um caminho e depois, verificar que não era o bom, demonstra apenas que ele foi escolhido porque era aquele que se conseguia vislumbrar, portanto, era o único. Descobrir que ele não era bom não pode gerar culpas ou punições.

2. Quem foi que disse que devemos ser fortes todo o tempo??????
Seja frágil e deixe os outros verem que existe fragilidade.
É humano e normal e todos nós temos nossos momentos. Todos nós queremos colo de vez em quando.

Bjkª. Elza

Thelma Louise

Thelma Louise
Minha gatinha querida

Pesquisar este blog

Perfil

Elza Maria sempre em busca de respostas. Paradoxal, curiosa, inteligente, crítica, observadora, sentimental, habilidosa, amorosa, sensível, disciplinada e um montão de outras coisas. Ser humano normal, comum, mediano, mas que gosta de escrever e está no quarto blog.

Arquivo do blog

Atualizaçoes

Seguidores

Miau

Get the Maukie - the virtual cat widget and many other great free widgets at Widgetbox!

Passaram por aqui

Créditos

Template: Meiroca.com
Foto: Silvia Perutti