quinta-feira, dezembro 30, 2010

PostHeaderIcon Feliz 2011

"Desejo a você:Fruto do mato
Cheiro de jardim
Namoro no portão
Domingo sem chuva
Segunda sem mau humor
Sábado com seu amor
Filme do Carlitos
Chope com os amigos
Viver sem inimigos
Filme na TV
Ter uma pessoa especial
E que ela goste de você
Ouvir uma palavra amável
Ver a banda passar
Noite de lua cheia
Rever uma velha amizade
Ter fé em Deus
Não ter que ouvir não
Nem nunca, nem jamais
Nem adeus

Rir como criança
Ouvir canto de passarinho
Sarar de resfriado
Escrever um poema de amor
Tomar banho de cachoeira
Aprender uma nova canção
Esperar alguém na estação
Queijo com goiabada
Uma festa
Um violão
Uma seresta
Recordar um amor antigo
Ter um ombro sempre amigo
Bater palmas com alegria
Uma tarde amena
Calçar um chinelo velho
Tocar violão para alguém
Vinho branco
Bolero de Ravel
E muito carinho meu..."

Drummond

Bjs. Elza
segunda-feira, dezembro 27, 2010

PostHeaderIcon Como faço para destravar as emoções?


Toda vez que quero contar algo que se refira ao reencontro das colegas de classe me sinto um trator passando por cima de roseiras em flor.


É sim, cada colega é tão especial, tão bela na sua vida, sua conquista, seu empreendimento e eu não consigo dizer de modo algum. Fico dura e presa aos padrões técnicos aos quais me acostumei. Narro de forma linear e descritiva.


Acabo apagando tudo e deixo passar a oportunidade de dizer o que sinto.


Procurei uma psicóloga para ela me ajudar, mas só poderemos conversar em janeiro.


Até lá, suspiro diante desse bloqueio e continuo tentando escrever o que me passa pela emoção.


Para quem entende e gosta de astrologia, eu sou pisciana e tenho 11 pontos de meu mapa em água, ou seja, sou pura emoção. Tudo o que acontece na minha vida entra pela emoção e só depois de eu lapidar a coisa é que ela vai para a razão. Logo, deveria ser fácil para eu explodir de emoção.


Estou contida, travada e não sei como liberar no papel para relatar meus sentimentos, mas, sou teimosa e chegarei lá.


Bjs. Elza
sexta-feira, dezembro 24, 2010

PostHeaderIcon Chegamos ao hotel

para pegarmos nossos bichos e estava fechado, sem viv'alma.
Somente a criação do pet, composta de diversos viras-latas, estava lá para nos recepcionar.
Marido e eu esperamos mais de 20 minutos para o Sergio chegar com 2 cachorros enormes. Desculpou-se por estar fora e por ainda não ter banhado os dois.
Falei que traria os meus bichos sem banho mesmo.
- Desaconselho. Eles ficaram aqui, brincaram com outros animais e, em especial, o Baltazar está precisando de banho.
- Volto em quanto tempo para pega-los?
- No mínimo, uma hora.

Saímos frustrados e fomos comer.
Arrependi-me até o dia seguinte! A comida pesada me embrulhou o estômago. A ansiedade para pegar os dois ajudou no mal estar.

Voltamos lá depois de 2 horas e ... ninguém! Os vira-latas permaneciam a latirem, sem parar, para nos recepcionar. Nossos bichos??? Onde ????
Aguardamos uns 15 minutos e o Sergio chegou, outra vez, com aqueles 2 animais enormes.

Peguei os meus. Thelma com aquele cheiro horroroso de perfume barato e o Baltazar, com cheiro de cachorro sujo! Percebi que a Thelma estava no transportador fazia muito tempo e que, o Sergio colocara o Baltazar numa jaula, para me esperar.

Detalhe: proibi de colocar o Baltazar em jaula! Ele não pode ficar em jaula nem 1 minuto e, pelo menos 15 eu sei que ele ficou. Enquanto nos aguardamos a chegada do Sergio o Baltazar ficou na sala de banho e eu via a sala do lado de fora. Nela, solto, estava um border collie e, se os 2 estivessem soltos, o Baltazar estaria machucado e ferido. Meu baixinho brigaria com o grande.

Aborreci-me e saimos de lá com os dois. Não paguei. Pendurei a conta para falar com a proprietária, pois, não é assim que se trata meus aminais. Levo comida para ambos, cama para eles, petiscos e cobertas. O hotel tem por obrigação cuidar deles, alimentá-los nas horas certas e me devolverem as crias limpas, sem perfume. Até o shampoo eu mandei !!!

Mais tarde eu saí com o Baltazar e a natureza me mostrou que o Sergio não dera a caminhada matinal com ele. Além de tudo, meu cão estava com dor!

Após duas semanas de muita atividade profissional e uma passada pelo pet em horário que a dona não estava, consegui falar com ela por telefone e expliquei o que aconteceu e como eu estava aborrecida. Deu-me enorme desconto, mas os dois continuam precisando de banho!

Esse pet está com os dias contados aqui no bairro. A proprietária me disse que irá para o bairro vizinho, onde tem casa maior e mais confortável. Melhor, pois, assim, eu não fico nem com a consciência pesada porque já estou procurando outro lugar para dar banho neles e hospedá-los quando viajo.

Bj. Elza
terça-feira, dezembro 14, 2010

PostHeaderIcon Toda vez que vou a Belo Horizonte

tem festa, festa, jantares, almoços, presentes, risadas e muita alegria. Claro que gosto de BH, ora? E eu sou besta???

Dessa vez a coisa foi melhor ainda. O jantar que meu marido preparou foi ótimo e o Alexandre o ajudou o tempo todo. Só fui acionada para montar as bruschetas e quebrei um pires! Ganhei abraços e beijos por causa do acidente.

No dia seguinte: festa!!!
Fabinho veio nos buscar e lá fomos para um recanto MARAVILHOSO com direito a lago, gramado impecável, comida e bebida à vontade. Música, bastante música e o pessoal a dançar.
Claro que teve um nota triste: na véspera um jovem funcionário da empresa sofreu acidente com o automóvel e faleceu. Homenagem prestada, a festa retomou seu ritmo. Papai Noel chegou e as crianças o assediaram. Presentes para elas distribuidos, o sol se pondo e o soninho chegando, fomos embora.

- Beeeem, são 7 horas, vc vai mesmo levantar?
- Claro! Estela e eu vamos até a feirinha.
- Beeeem, hoje é domingo!!!
- Ora, é por isso mesmo. Feirinha na Afonso Pena só em BH e aos domingos.
Fomos e nos divertimos muito. Comprei umas coisinhas e adorei o passeio.

Chegamos em SP e fomos buscar os bichos no hotel, mas isso vale outro post.

Bjs. Elza
sexta-feira, dezembro 10, 2010

PostHeaderIcon Belo Horizonte, here I am

A festa de sabado passado foi organizada pela sociedade brasileira de tecnologia, uma dos carros chefes do ramo de trabalho do meu marido. Ele trabalha com máquinas desde muito antes de me conhecer. O pessoal da empresa para quem meu marido trabalha também foi. Assim, estavamos com o Presidente, Gerentes de área, supervisores. Pessoas deliciosas, alegres, cheias de energia.
Quem eu já conhecia foi fácil de enturmar e a nova, que compareceu pela primeira vez, foi uma delicia. Parecía que nos vimos no berço da maternidade e sou mais velha que a Mãe dela!

Apesar da blusa me pinicando e da intoxicação que tive por causa das lantejoulas, tive semana agitada, cheia de serviço e de atividades profissionais, como eu gosto, por sinal.

Ontem a noite montei a mala. Peguei jeans, bermuda, camiseta e tenis, porque embarquei para Belo Horizonte e temos festa amanhã, na fábrica. Tenis é meu último remédio para dor no pé. Jeans e tenis fica perfeito para festa durante o dia.

A turma daquela festona com direito a banda e muita dança estará amanhã, também e espero que haja a mesma alegria e integração.

Hoje a noite nós vamos à casa de outro amigo daqui de Belo Horizonte para meu marido enfrentar o fogão e cozinhar o jantar. Quem manda fazer proselitismo, não é???

Depois em conto como foi.

Bjs. Elza
domingo, dezembro 05, 2010

PostHeaderIcon A blusa

- Maria, tenho uma festa sábado e pensei em bordar essa blusa de lantejoulas. Será que dá tempo?

Minha prestimosa empregada, mais do que depressa, me disse que claro que daria tempo e que faria o serviço.

Eu não tenho habilidade para bordar lantejoulas. Meu negócio é tapetes, mas, pensei comigo, que não daria tempo. Muitas pecinhas, todas pequenas, para esconder o fundo da blusa...

- Pode ficar descansada. no sábado pela manhã eu mando a blusa para a Senhora...

No dia da festa passeei o Baltazar pela manhã, almocei e a aprontação se deu. Arruma cabelo, unha, passa a saia e espera a blusa. O tempo passa e o telefone celular da outra está fora de área. O marido me liga várias vezes:

- Dona Elza, ela já está chegando com a blusa, pode ficar sossegada.

O tempo passa, a angustia cresce, o cabelo despenteia. Começa a garoar fininho.

- Dona Elza, mais um pouquinho e ela está chegando.

Quiando o relógio chegou em 17:40h eu fiquei doida e para não ouvir meu marido buzinando nos meus ouvidos que eu sou crédula demais e que confio na Maria e daí para diante, peguei meu carro e fui numa loja onde eu vira uma blusa de lantejoulas douradas quando passeei o Baltazar, pela manhã. Cara. Muito cara!

- Eu quero aquela blusa ali!

- Tem branca, prateada, preta...

- Não, minha querida, eu quero aquela ali. Dourada, para combinar com minha saia. Encomendei uma e a bordadeira não me entregou a peça, e a festa é daqui a duas horas.

- Só tenho aquela peça que vou tirar da vitrine.

- Tem que me servir, senão vou sem blusa!

Gargalhadas gerais. Comprei a blusa.

Estávamos de saída para a festa quando a Maria me aparece com minha blusa meio bordada. Faltavam lantejoulas em vários lugares e o bordado estava todo irregular. Ela me viu de blusa nova e nem se desculpou.

A blusa arranhou toda minha axila e estou toda marcada, mas me diverti loucamente.

Bjs. Elza
sexta-feira, dezembro 03, 2010

PostHeaderIcon Vejam o que recebi por e.mail e concluam

Sem assunto
De:
Mathews, Carla R
Escrever Adicionar Bate-papo
Para:
info@TNT.com
Escrever Adicionar Bate-papo
Assunto:
Data:
02/12/2010 23:55
Para sua segurança, imagens externas não são exibidas automaticamente. Mostrar imagens deste e-mail Sempre mostrar as imagens
As imagens externas estão sendo exibidas. Não mostrar as imagens
Não mostrar mais esta mensagemCancelar Continuar


Saudações, Você tem um cheque de 450.000,00 dólares. Para os pedidos de seus fundos, favor contatar o Sr. Garry Moore, com uma taxa de 240 dólares, seu nome completo, endereço residencial e número de telefone. detalhes de contato é dado abaixo:

Despacho Director, o Sr. Garry Moore


Os detalhes não vieram.
Imagine só se eu sou besta?
Bjs. Elza

Thelma Louise

Thelma Louise
Minha gatinha querida

Pesquisar este blog

Perfil

Elza Maria sempre em busca de respostas. Paradoxal, curiosa, inteligente, crítica, observadora, sentimental, habilidosa, amorosa, sensível, disciplinada e um montão de outras coisas. Ser humano normal, comum, mediano, mas que gosta de escrever e está no quarto blog.

Arquivo do blog

Atualizaçoes

Seguidores

Miau

Get the Maukie - the virtual cat widget and many other great free widgets at Widgetbox!

Passaram por aqui

Créditos

Template: Meiroca.com
Foto: Silvia Perutti