quarta-feira, fevereiro 02, 2011

PostHeaderIcon Intuição


Toda vez que não sigo minha intuição eu me machuco.


No ano passado fizemos a renião do amigo secreto e um besouro me disse que seria a última do grupo.


Esse besouro foi claro quando me disse que não deveríamos nos reunir de novo. Fiquei triste, pois, nunca me sentira tão bem como nesse ano em que pude estar com pessoas que conheci na juventude e com quem tenho afinidades. Fiquei passada, já que a alegria era constante e todas, aparentemente, se gostam.


Teimei e reuni as que puderam comparecer num happy hour que tornou-se uma noite de desapontamentos e frustrações.


Uma pena, o grupo que nem estava coeso, sofreu o impacto negativo de uma estrela decadente. A animação que se vê na foto acabou logo após ela ser batida.
Estou triste.


Bjs. Elza

7 comentários:

J.F. disse...

Oi, Elza!
Que pena! Você estava tão feliz em ter reunido o grupo. Mas é assim mesmo. As pessoas tomam seus caminhos, os interesses mudam... Em 2001 estive no Rio de Janeiro para a festa de 40 anos da formatura do segundo grau. Uma tremenda festa para muitos amigos antigos, agora absolutos desconhecidos. Se, em 2011, resolverem festejar os 50 anos, não me darei o trabalho de ir lá.
Abração.

Aninha Pontes disse...

É assim mesmo Elzinha. Muitas vezes, teimamos em não ver e entender os sinais.
Foi um belo reencontro, mas passou.
Fica triste não. Guarde bem no fundo do seu coração, as boas lembranças.
Um beijo

Sonia H disse...

Elzinha,

Por que, não é amiga? Eu também não entendo. Acho que a nossa dificuldade é aceitar ou admitir que aquelas pessoas que considerávamos 'conhecer tão bem', na verdade não são mais as mesmas, porque o tempo passou, os interesses mudaram, ou talvez achávamos que conhecíamos...
Não estou dizendo que uma amizade não possa durar para sempre. Eu acredito que possa sim. Mas fico aqui imaginando uma viagem de trem, onde de vez em quando, alguém pule fora dele sem percebermos. Mas nós achamos que ele/a ainda está lá naquele trem harmônico, seguindo a viagem da vida...
Eu entendo tua tristeza. Porque já senti algo semelhante.
Não fique triste. A vida nem sempre corre como queremos. Mas estamos sempre aprendendo.
Beijos,

Mara Bruna disse...

Que pena Elza.

Vc foi um das que mais lutou para reunir o grupo todo, mas, como já comentaram, o tempo passou, e os interesses mudaram.

Mas,Elza, eu tenho a certeza que vc deixou outras tantas amigas felizes, em poderem reencontrar antigas colegas, como é o meu caso.

Beijossssssssssss

Milton T disse...

Uma pena mesmo, mas para que forçar uma coisa que a maioria não deseja mais?

Faça uma 'peneira' e dentre todas, deve haver quem sentiu a falta dos encontros

Blog do Beagle disse...

JF tudo ia bem, mas uma estrela DECADENTE fez o favor de estragar. Veremos o que nos reserva o futuro. Bjs. Elza

Isso, Ana, está gravado no meu coração, sim! Bjs querida.


Soninha, essa moça poderia ter descido do trem sem alarde, mas fez questão de alardear e falar demais. Estragou uma coisa tão bonita. Não tem importância. Essa é a vida! Bjs.

Miltinho, as mais chegadas continuam a se comunicar e a buscar umas às outras, mas o grupo todo, acredito que jamais conseguirei reunir outra vez. Foi uma imensa e maravilhosa experiência. Bjs.

Blog do Beagle disse...

Mara, nós duas continuamos juntas virtalmente, não é? Ainda não pudemos nos rever pessoalmente, mas não faltará oportunidade. As mais chegadas continuam juntas e acredito que seja duradoura essa reaproximação. Tomara que a ESTRELA DECADENTE cresça! Bjs. Elza

Thelma Louise

Thelma Louise
Minha gatinha querida

Pesquisar este blog

Perfil

Elza Maria sempre em busca de respostas. Paradoxal, curiosa, inteligente, crítica, observadora, sentimental, habilidosa, amorosa, sensível, disciplinada e um montão de outras coisas. Ser humano normal, comum, mediano, mas que gosta de escrever e está no quarto blog.

Arquivo do blog

Atualizaçoes

Seguidores

Miau

Get the Maukie - the virtual cat widget and many other great free widgets at Widgetbox!

Passaram por aqui

Créditos

Template: Meiroca.com
Foto: Silvia Perutti