sábado, junho 26, 2010

PostHeaderIcon ESPELHOS

- Veja como ela me olhou. Estava me reprovando, criticando.

- Impressão sua. Ela não julgou você.

- Claro que sim! Ela pensa o quê? Não quis me contar os detalhes da festa que oferecerá para os executivos da empresa. Disse que nem sabia o cardápio porque contratou um buffe... Não revela o que está pensando.

- Deixe para lá. Não se esgote com isso. Pense comigo ...

- Tá certo que tomei um pilequinho e derrubei um pouco do meu drink sobre ela, mas ...

- Posso terminar? O pilequinho foi muito leve e engraçado. Você só dizia que adora dançar, bolas. Nem saiu da linha. Não passou mal, não tirou a roupa, não caiu...

- E por que ela me reprovava com tanta veemência? Nunca fui muito próxima dela e não conheço as reações. Parecia minha Mãe me dizendo que eu errara.

- Quieta! Ouça uma historieta: certa vez eu apresentei uma conhecida chamada Málice para uma amiga, chamada Cris. Comentei com Cris que eu implicava com Málice e me irritava com as atitudes dela e com as manifestações de dependência e carência afetiva. Cris me disse que eu implicava com aquilo que eu não conseguia expressar, pois, eu também era carente e me fiz forte para enfrentar o mundo e gostaria de ser dengosa como a outra. Cris me disse que, para minha formação, o dengo é sinal de feminilidade e que eu afogara esse dengo para sobreviver nesse mundão de meu Deus. Isso me serviu de lição e quando não consigo entender porque implico com alguém, olho para o espelho.

- Quer dizer que sou assim? Quer dizer que eu olho para as pessoas reprovando-as? Sou assim inquisitiva e fria?

- Eu não disse isso. Vc a viu assim, por que? O que a incomoda tanto?

- Sou dura demais comigo mesma e crítica em excesso.

- E ela? Como será que encarou o espelho? Viu uma mulher linda, livre, leve e solta, feliz e alegre no meio das amigas e paparicada pelo filhote. Será que ela não sentiu uma pontinha de ciumes ou de inveja por você ter tantas coisas que ela não tem?

- Como assim? Ela é milhonária e tem de tudo!

- Verdade? Então porque ela estava enrolada num agasalho absolutamente desnecessário? Por que apresentou-se despenteada, sem um pingo de maquiagem naquele rosto vincado? Ela está gordinha, pois, tomou cortisona demais e ainda não desinchou, tem dores pelo corpo em decorrência da artrite. Os filhos dela sairam de casa muito cedo e ela perdeu a motivação. Parou de trabalhar e fica tempo demais sozinha. Cuida da Mãe doente e muito velhinha.

- Você está inventando isso.

- Por que eu o faria? Pense na vida dela e a partir daí comece a ser mais generosa com vocês duas. Vc estava se reprovando e colocou o sentimento naquela que estava mais próxima, fisicamente, e talvez mais distante emocionalmente.

Minha amiga silenciou depois dessa última frase. Abraçou-me e deitou sua cabecinha tumultuada no meu colo e ficou quietinha alguns minutos. Foi embora e recebi um lindo arranjo de flores amarelas de presente. O cartão dizia: amarelo é a cor da amizade.

Bjs. Elza

segunda-feira, junho 21, 2010

PostHeaderIcon Surpresas



Quinta-feira à noite:

- Beeeeeeeeemmmmm, viajo amanhã cedinho e devo voltar no sábado à noite, no último vôo, ou então, no domingo cedo.

E assim, preparei-me para um final de semana tranquilo e muitos passeios com o Baltazar, quando o telefone toca, por volta do meio dia de sábado:

- Beeeeeeeeeemmmmm, estou no aeroporto. Já encerrei o treinamento e saio no primeiro vôo que tiver. O que tem para comer?

Ora, bolas!!! Não tinha nada para comer porque eu fizera aquela conhecida catança na geladeira para não precisar cozinhar. Ele disse que voltaria de noite!!!

Fui ao mercado e comprei macarrão integral, mussarela de búfalo e manjericão, pois, tinha tomates de sobra em casa. Ele adora macarrão e meu trabalho seria de cozinhar a massa. O resto vai frio e cru...

Ele chegou às 16:30h, morrendo de fome e não quis o macarrão!!!

Achou um filezinho temperado na geladeira e o fritou. Comeu com salada e, na mesma hora:

- Vamos jantar fora, hoje?

E lá fomos nós, arrumados e perfumados para um belo restaurante italiano. Tomamos vinho e comemos muito bem. Ele estava de excelente humor e nos divertimos. Rimos de coisas bobas porque ambos ficaram alegrinhos com o vinho. Jantar delicioso e tranquilo.

Na saída, a surpresa da noite: o carro não pegou. Foi empurrado para dar sinal de vida. Sentença condenatória:

- Beeeemmmm, vc precisa trocar a bateria desse carro na segunda feira, sem falta.

Como se não bastassem todas as obrigações a serem cumpridas, apareceu mais uma, e daquelas que eu odeio! Detesto ir à oficina mecânica. Detesto ter que ver a tampa do motor aberta e as entranhas do carro expostas. Detesto me sentir idiota nas mãos desses mexedores de carros que pensam que porque sou mulher sou burra... Sou ignorante confessa, mas burra?!?

- Dona, seu carro está com o alternador perfeito e passando carga. A bateria está velhina e não segura. Vamos trocar?

- Claro que sim, respondi, educadamente.
Pensei comigo: Não, Pedro Bó, eu vim aqui para comprar livros de direito em grego arcaico!!!

Acompanhei o serviço e vi quando o jovem tirou a bateria da embalagem, retirou a velha do carro e colocou a nova. Vi quando ele prendeu todos os cabos. Testei o carro que pegou, ficou ótimo e fui ao caixa.

Paguei, peguei a garantia e dei na partida. O carro ficou mortinho da silva. Nem tec a chave fez! Nem o painel acendeu. Nada!

- Moço, tem alguma coisa errada, aqui!

Todos os funcionários vieram me acudir. Um deles me disse que fui premiada, pois 1% das baterias vem com defeito e a que fora instalada no meu carro era ela! Foi testada no meu carro e mostrou que não funcionava, mas, meu carro pegou com ela minutos antes!!!! Como é possivel???

O grupo, eficazmente, colocou outra bateria no meu veículo.

Estranhei o fato de ela já estar desembalada, mas estava limpinha, brilhante. Os pontos de contato sem marcas ou riscos.

Tenho pavor de questionar e ouvir as barbaridades que só esses sujeitos são capazes de dizer em resposta, de modo que vim para casa.

Liguei para o mecânico vir buscar o possante para arrumar as borrachas da suspensão e contei o que aconteceu.

- Nunca ouvi falar nisso!

Telefonei para o marido e contei o fato:

- Nunca ouvi falar nisso!

Pronto, e agora? Será que devo ir lá e questionar? Será que devo ligar para o fabricante e conversar a respeito?

Canso de dizer que mulher deve dirigir carros e jamais dar assistência, levá-los ao mecânico ou eletricista ... Nós somos ótimas para conhecer caminhos e desviar de buracos, mas péssimas diante da imbecilidade alheia.

Bjs. Elza

terça-feira, junho 15, 2010

PostHeaderIcon Futebol e vuvuzelas





Já não sou chegada em futebol. Acho um jogo chato, monótono e muito besta.

Bola prá lá, bola prá cá, correria, cabeçadas, pancadas, e de vez quando um gol.

Por insistência do meu marido assisti ao jogo do Brasil com a Coreia do Norte e, muito embora, não seja aficcionada, por ter acompanhado meu pai e ter ouvido longas explicações sobre os temas futebiolisticos, conheço algumas regras e, de cara, percebi a linha de impedimento na entrada da área.

Pensei comigo: ou o Brasil faz jogo alto ou estará em maus lençóis.

Foi dificil de ganhar. Depois do primeiro gol, no meio do segundo tempo, saí da frente da TV e fui cuidar da minha vida.

Ouvi os gritos de gol e depois, o desespero porque a Coreia marcou sua presença em campo.

As tais vuvuzelas acionadas durante todo o jogo quase me enlouqueceram.

Posso imaginar a dificuldade de jogar com aquele estardalhaço!

Continuo não entendendo porque o país pára por causa desse jogo, muito embora tenha consciência do quanto se gasta e do quanto se ganha por sobre essa bola que corre pelo campo, chutada, impiedosamente, pelos homens de calças curtas.

Também não entendo porque o país para por causa do carnaval, mas isso é outra história!

Bjkª. Elza
domingo, junho 13, 2010

PostHeaderIcon Dia dos namorados

É para quem está apaixonado.

Meu marido queimou mais um pano de prato porque quer me imitar e não consegue. Eu colocou o pano no forno para secar. Ele deixa queimar.

Elza
sexta-feira, junho 11, 2010

PostHeaderIcon MEME DA CELIA











Recebi da minha amiga CELIA, esse MEME.


As regras sao as seguintes:


1. Postar o selo no seu blog.

2.Deixar um comentario nesse post com o link do seu post no seu blog (Não entendi)

3.Dizer 3 coisas que a maioria das pessoas não sabem sobre voce.



As 3 coisas são nessa ordem:


a.Uma que o seu leitor vai pensar. "Hum...interessante."


Meu sonho de menina: ser bailaria clássica.



b.Uma que seu leitor vai pensar. "Uau, nunca ia saber disso"


Eu tinha preconceito com gatos. Era do time que achava que eles eram frios, distantes, independentes, indiferentes e que eram da casa e não dos humanos.
Adotei a Thelma Louise e todos esses pré-conceitos se foram.


c. Uma que seu leitor vai arregalar os olhos e ficar de queixo caido. "O que?"


Adoro assistir competições de surf e de skate.



Tenho que repassar esse MEME pra 3 pessoas.

Então eu indico: Rosa Maria, a Sonia Horn e a Marli.
Bjkªs. Elza
quarta-feira, junho 02, 2010

PostHeaderIcon Mulher é mulher


Gostara de selecionar modelos para as passarelas do Rio Fashion Week e SPFW.
Eu não contrataria essas moças que nem tem carne tem sobre os ossos.
Pior do que isso, elas tem cara de doente, pois, estão famintas.
Elas não valorizam as roupas.
Bjs. Elza

Thelma Louise

Thelma Louise
Minha gatinha querida

Pesquisar este blog

Perfil

Elza Maria sempre em busca de respostas. Paradoxal, curiosa, inteligente, crítica, observadora, sentimental, habilidosa, amorosa, sensível, disciplinada e um montão de outras coisas. Ser humano normal, comum, mediano, mas que gosta de escrever e está no quarto blog.

Arquivo do blog

Atualizaçoes

Seguidores

Miau

Get the Maukie - the virtual cat widget and many other great free widgets at Widgetbox!

Passaram por aqui

Créditos

Template: Meiroca.com
Foto: Silvia Perutti