quarta-feira, fevereiro 20, 2008

PostHeaderIcon Outra perda








Desta vez uma tia. Cunhada de meu Pai.

Meu tio foi estudar no Rio de Janeiro por volta de 1.940. Deixou os pais no interior de São Paulo e, com a cara e a coragem, enfrentou todas as dificuldades de um moço pobre na, então, Capital da República.

Morou na casa de uma familia que alugava quartos para ajudar nas despesas, onde conheceu Wilma, mocinha, linda e charmosa. Era 9 anos mais nova que ele e sucumbiu aos encantos do futuro engenheiro. Aos 16 anos tornou-se esposa dele e veio embora para outro Estado.

Só voltou a ver sua terra natal como turista e depois do passamento dos Pais, não retornou e deixou de acompanhar a evolução do bairro de Copacabana onde morara. Nunca mais viu o mar.

No mundo caipira ela se acomodou, amoldou e foi feliz. Adorava Itapetininga e sempre desejou retornar àquela cidade onde pariu alguns de seus filhos e criou todos.

Passou a usar aquele sotaque próprio do paulista interiorano e esqueceu-se de arrastar os esses e erres. Teve 5 filhos e 6 netos num casamento que durou 61 anos.

Veio para a Capital muitos anos atras e com essa vinda, chegaram a tristeza e a depressão. O desejo de voltar para o interior, para a cidade onde se encontrou e foi feliz era maior do que as comodidades e as necessidades da familia. Todavia, ficou e sofreu.

O coração começou a falhar. Emagreceu e minguou.

Despediu-se de nós no domingo e optou pela cremação.

Tia Wilma, muito querida, deixou um buraco dentro do meu peito.

Bjkª. Elza

7 comentários:

Nóis disse...

"O coração começou a falhar. Emagreceu e minguou"...

Penso que apesar de ser difícil de aceitar, essa é a vida... simples deste jeito. Uma hora, a "máquina" não aguenta mais e precisa parar...

Mas a máquina só "cansa" quando ela trabalhou e se trabalhou cumpriu com o objetivo.

Alguns vivem outros duram, acredito que (através de suas palavras) ela tenha vivido e, na minha opinião é isso que vale.

até.

dannycsv disse...

É sempre triste a perda de um ente querido!
Meus pêsames! Que Deus conforte o coração da família.
Bjs.

universodesconexo disse...

Linda a sua mensagem Elzinha.

Lamento por sua perda. Sua tia dedicou a vida para o amor. E isso eh lindo.

Meus sentimentos para voce e sua familia,

beijos
Lys

Adri - Dri - Drika disse...

Obrigada pela visita, seja sempre bem vida... perder alguem querido é sempre muito triste... um forte abraço de amizade... Bju ;)

Sonia H. disse...

Sinto muito, querida Elza,

Você escreveu uma crônica em homenagem a sua tia. E ficou muito bonita.

A vida é assim. Mas é duro perder quem amamos.

Beijos,

Sonia

Barbara disse...

sinto muito minha querida.

Luciana Farias disse...

Saudade sempre fica, mas ainda prefiro saber que conheci do que lamentar por nunca haver conhecido.

E no final sempre restam as lembranças, né????

Beijão!!!

Thelma Louise

Thelma Louise
Minha gatinha querida

Pesquisar este blog

Perfil

Elza Maria sempre em busca de respostas. Paradoxal, curiosa, inteligente, crítica, observadora, sentimental, habilidosa, amorosa, sensível, disciplinada e um montão de outras coisas. Ser humano normal, comum, mediano, mas que gosta de escrever e está no quarto blog.

Arquivo do blog

Atualizaçoes

Seguidores

Miau

Get the Maukie - the virtual cat widget and many other great free widgets at Widgetbox!

Passaram por aqui

Créditos

Template: Meiroca.com
Foto: Silvia Perutti