domingo, setembro 26, 2010

PostHeaderIcon Eterno Velório

Familia constituida por Pai, Mãe, 3 filhas e um filho.

O Pai morre de repente. Enfarto fulminante o leva e deixa a familia perdida.

Pouco tempo depois o filho morre. Jovem, belo, solteiro. Morre no dia do aniversário da filha mais velha.

Nunca mais pode comemorar a passagem do tempo.

A familia homenageia quem foi embora e não quem ficou.

Está certo isso? Ela tem que pagar com seu dia pelo falecimento do irmão porque adoeceu?

Elza

10 comentários:

Rosamaria disse...

Elzinha, não é fácil como parece. Meu avô materno morreu no dia do aniversário do meu irmão e passaram alguns bons anos para que ele mesmo quisesse comemorar.
Bjjim, cosquirídia.

Ana disse...

Não. Com certeza, não.
Mas exige desapego, espiritualidade, vontade de superar e, principalmente, vontade de ser feliz, apesar dos pesares.
(É o que eu chamo de "opção pela alegria"!)

Beijo, Elzinha!
Adoro teus comentários!
:)

Celia disse...

No primeiro ano de falecimento, eu até entendo mas, depois tem que se comemorar os que estao vivos, e lembrar os que se foram dessa vida. Boa semana Elzinha. Aproveite a semana de férias. Bj

Aninha Pontes disse...

Elzinha, acho que a familia pode e deve comemorar o aniversário da filha.
Porém, se a mãe não tem e motivos e não quer comemorar, que a filha o faça.
Não tem de sentir a dor da mãe, mas também não pode impedir que ela o sinta.
Eu, de minha parte, acho que temos que viver e demonstrar os momentos felizes. Afinal, um dia, todos nós iremos pelo mesmo caminho.
Um beijo e boa semana.

Blog do Beagle disse...

Rosinha, eu entendo que por algum tempo seja dificil encarar, mas, com o passar do tempo meparece mórbido ficar de luto no dia do aniversaario de alguém, especialmente sendo irmã. Bjs. Elza

Ana, adorei a "opção pela alegria" e se vc me permitir, adotarei. Bjs. Elza

Celinha, concordo com vc. Bjs. Elza

Aninha Pontes sua xará falou em "opção pela alegria", e nós concordamos com ela, não é? Bjs. Elza

Elvira disse...

Oi Elza.

Eu acho que não mas é impossível não lembrar.

Tenho um avô que faleceu no dia 31 de dezembro. A passagem de ano nunca mais foi a mesma.

Bjs.
Elvira

Marliborges disse...

Claro que não está certo. Mas, ainda bem que o tempo se encarrega de colocar as coisas nos seus devidos lugares. Passado o luto, vamos celebrar a vida, não é?
Bjssssssss

Magui disse...

Boa indagação. Meu marido teve a má idéia de morrer às vésperas de Natal, alguns dias.Foi um sofrimento no Natal daquele ano.Eu , às vezes, quando sabia que alguém morrera nesta época comentava isso com ele.Fazer o que? Nunca mais comemorei.Mas meus filhos comemoram.

Jota Effe Esse disse...

Minha opinião é que quem morreu não pode continuar a prejudicar os que vivem. Meu beijo.

Blog do Beagle disse...

Elvira, claro que não esquecemos os amados que se despedem, mas não podemos ficar presos ao que foi. Bjs. Elza

Marli, bom ve-la por aqui. Comemorar a vida é muito bom!!! Bjs. Elza

Magui, meu Pai se foi pertinho do Natal e naquele ano nós ficamos em recolhimento natural. Conforme os anos foram passando tudo ficou mais fácil, mas, para mim, o Natal nunca mais foi o mesmo. Não perdi meu Pai. Por outros motivos perdi minha familia inteirinha. Mesmo assim, procuro viajar e ficar alegre nessa data. Bjs. Elza

JFS preservar a memória sem morbidez é bom, não é? Bjs. Elza

Thelma Louise

Thelma Louise
Minha gatinha querida

Pesquisar este blog

Perfil

Elza Maria sempre em busca de respostas. Paradoxal, curiosa, inteligente, crítica, observadora, sentimental, habilidosa, amorosa, sensível, disciplinada e um montão de outras coisas. Ser humano normal, comum, mediano, mas que gosta de escrever e está no quarto blog.

Arquivo do blog

Atualizaçoes

Seguidores

Miau

Get the Maukie - the virtual cat widget and many other great free widgets at Widgetbox!

Passaram por aqui

Créditos

Template: Meiroca.com
Foto: Silvia Perutti