terça-feira, janeiro 27, 2009

PostHeaderIcon Cauby, de novo



Em dezembro de 2006 fui assistir ao show do Cauby Peixoto no Bar Brahma e escrevi um post. Minha ignorância me impede de colocar link para facilitar sua busca. Querendo saber o que eu disse, clique em dezembro de 2007 para se localizar.

Outras amigas quiseram assistir ao espetáculo e repeti minha experiência. Fui ao Bar Brahma que está reformado, mas bonito, com banheiros limpos e arrumados. O serviço é bom e os pastéis, ótimos.

Cauby está mais frágil do que nunca. Magérrimo, precisa de ajuda para andar e subir escadas. Usa maquiagem pesada e uma peruca muito volumosa para aquele rosto pequeno.

A figura é quase patética, mas essa impressão negativa desaparece quando ele abre a boca e solta a voz! Veludo com potência e às vezes, leve desafinação.

No tempo em que eu era mocinha ele era o "Rei das Empregadinhas". Era "cafona" e as músicas que interpretava, fora de moda. Boleros e sambas canções com letras pesadas e dramáticas estavam entrando em desuso. Ele se arriscava a cantar bossa nova ou Roberto Carlos, mas era um desastre por causa do vozeirão que estava em descompasso com aquelas melodias sutis e delicadas letras.

Hoje ele é o ícone do pós-modernismo!

Fenomenal.

Plena segunda feira após tormentosa chuva que alagou a cidade, o Bar estava lotado. Jovens e velhos se misturavam na platéia eclética, formada por pessoas de diversas origens, que tem em comum o carinho pelo mestre de voz de veludo, mas potente.

Cauby esquece as letras das músicas e não consegue encontra-las no marcador ao seu lado, pede os óculos e os devolve a cada momento; implica com alguém da platéia e chama o segurança para manter ordem e, o principal, é que canta.

Muitas das melodias são cantadas pelo público, mas são a voz dele e o carisma sobre o palco que encantam a todos. O "professor" que toca teclado conhece todas as melodias e todas as letras, já que, estão na estrada há 37 anos, juntos. Não entendi porque ele não dá espaço para o Cauby encontrar as letras e enxugar o nariz, como ocorreu ontem.

Os títulos "professor" e "maestro" soam firmes e perfeitos naquela simpatia que canta divinamente e domina a cena com seu terno branco, sapatos impecáveis e camisa toda bordada.

Chamou um outro cantor para levar adiante duas músicas cujas letras não sabia e nem quis procurar no marcador. Aplaudiu o outro que, por sua vez, é ótimo e, se não me engano, se chama Ênio.
Visivelmente cansado, mas feliz por ter sido mais uma vez alimentado pelos aplausos e flashs das câmeras fotográficas, cantou um clássico, atendendo aos pedidos insistentes da platéia, cuja letra está a seguir:


Bastidores

Chorei, chorei, até ficar com dó de mim. E me tranquei no camarim, tomei um calmante, um excitante e um bocado de gim. Amaldiçoei, o dia em que te conheci. Com muitos brilhos me vesti, depois me pintei, me pintei, me pintei, me pintei, cantei, cantei. Como é cruel o cantar assim, e num instante de ilusão, te vi pelo salão à caçoar de mim. Não vi, troquei, voltei correndo ao nosso lar. Voltei pra me certificar, que tu nunca mais vais voltar, vais voltar, vais voltar. Cantei, cantei, nem sei como eu cantava assim, só sei que todo cabaré, me aplaudiu de pé quando cheguei ao fim. Mas não, bisei, voltei correndo ao nosso lar, voltei pra me certificar, que tu nunca mais vais voltar, vais voltar, vais voltar. Cantei, jamais cantei tão lindo assim, e os homens lá pedindo bis, bêbados e febris a se rasgar por mim. Chorei, chorei até ficar com dó de mim.

Não consegui descobrir o autor dessa música.

No site http://www.cifras.com.br/ tem um filme que está veiculado no YouTube que não faz justiça ao grande Cauby Peixoto, mas, para quem nem imagina como seja a melodia dessa letra acima, é possível ter uma pálida idéia. Sugiro buscar pelo nome do cantor.


Bjkª. Elza

12 comentários:

Anny disse...

Elza:
Conheço esta música em espanhol. Muito linda. Acho mais bonita do que a versão em portugês. Aliás, dramalhão fica ótimo nesta língua.
Beijos,
Anny

Ana disse...

Que coisa...
Nunca prestei atenção no Cauby - a não ser justamente pela sua estravagância / imagem meio cafona...

Vou rever meus conceitos, depois de te ler!!

Beijos! Obrigada!

J.F. disse...

Oi, Elza.
"Bastidores" é composição (letra e música) do Chico Buarque de Holanda. E a interpretação dessa música pelo Cauby é fora de série!
É uma coisa muito engraçada! Eu, também, "outroramente", considerava o Cauby um "brega". Mas, com o passar do tempo, aprendi a respeitar e gostar de sua arte. O Cauby, durante toda sua carreira, sempre tomou muito cuidado com a vóz e as cordas vocais. É por isso que, apesar do acentuado desgaste físico, a vóz se mantem limpa e potente. Tem muito cantor que, com bem menos idade que ele, já não consegue mais cantar. E as semitonadas são consequência do estado frágil em que ele se encontra. Há alguns anos fui ver o Roberto Luna, em um restaurante, em Pinheiros, e, também, no Brahma. Uma lástima! De dar dó! O tremendo vozeirão com que cantava seus boleros já totalmente gasto e com desafinações incríveis. Um outro cantor, já na casa dos 70, ou chegando lá, não sei, que também sempre teve muito cuidado com a vóz é o Agnaldo Rayol. Continua um tenor de vozeirão potente e com uma afinação impecável. Também muito bom de se assistir.
Abração.

Leo disse...

Hum grande mestre.... esse deixará saudades... e é imortalizadoo pela linda e bela voz aveludada...

Blog do Beagle disse...

Anny, o JF disse que essa música é do Chico Buarque de Holanda!!!!!!!! Eu nunca poderia imaginar o Chico escrevendo um bolero tão dramático! Bjkª. Elza

Ana, os exageros e as extravagâncias dele fazem parte do show da vida. Ele é uma simpatia e canta divinamente! Bjkª. Elza

JF eu tava com sodade docê. Tenho visto a Lu, sabia? Venha sempre. Bjkª. Elza

Leo, um prazer te-lo por aqui. Venha quando quiser. Bjkª. Elza

Odette disse...

Ela,
Você não deixou escapar um detalhe. Impressionante mesmo sua capacidade de observação. Você escreveu sobre o Cauby e eu sobre o Bar Brahma, para mim de saudosas recordações.
Abraços,
Odette

Rosamaria disse...

Elzinha, eu sempre ouvi o Cauby, Ângela Maria e Agnaldo Rayol porque minha mãe era apaixonada por eles. Sempre que eu ia lá ela pedia para ouvir.(acho que só eu atiçava todo o mundo com músicas).
A voz dele sempre foi sensacional.
A primeira vez que ouvi falar em 'bicha' foi um colega mostrando a foto dele. Ele continua. O colega, sei lá. Cada um com seu cada qual, né?

Bjim.

Dani Pontes disse...

Que delicia sair pra curtir um show hein Elzinha?!!?
Eu nem gosto dele... mas adoro um showzinho!! rs
Beijos
PS: e a impressora, alinhou??

miriam disse...

Elza querida
Voce descreve muito bem a noite gostosa, a viagem no tempo e quanta coisa São Paulo oferece.
Apesar da idade, da fragilidade, ele domina o espetaculo. O cantor que o socorreu, de voz arrumadinha, não lhe chega aos pés.
Tambem achava o Cauby brega, etc.
Ainda bem que nos foi dado a possibilidade de reformular ideias!!!!!!
Alem de que ter conhecido suas amigas blogueiras, foi muito legal.
Valeu!
bjs
Miriam

Celia disse...

Que espetaculo deve ter sido o show. Confesso que fiquei assustada com a foto. Faz muito tempo que nao o via. Bom fim de semana. Bj

Blog do Beagle disse...

Odette, engano seu. Converse com a Miriam! Bjkª. Elza

Rosamaria, "bicha" era coisa escondida, né? Bjkª. Elza

Miriam, estarmos juntas é sempre uma renovação. Bjkª. Elza

Celia, foi muito bom. Essa foto estava na net e foi a menos pior que encontrei. Ele está magérrimo! Bjkª. Elza

Anônimo disse...

Cauby é um dos melhore cantores do mundo. Se fosse americano, estaria no mesmo pedestal que Elvis e Sinatra. Quem conhece seu trabalho, sabe do seu grande valor.

Thelma Louise

Thelma Louise
Minha gatinha querida

Pesquisar este blog

Perfil

Elza Maria sempre em busca de respostas. Paradoxal, curiosa, inteligente, crítica, observadora, sentimental, habilidosa, amorosa, sensível, disciplinada e um montão de outras coisas. Ser humano normal, comum, mediano, mas que gosta de escrever e está no quarto blog.

Arquivo do blog

Atualizaçoes

Seguidores

Miau

Get the Maukie - the virtual cat widget and many other great free widgets at Widgetbox!

Passaram por aqui

Créditos

Template: Meiroca.com
Foto: Silvia Perutti