domingo, dezembro 06, 2009

PostHeaderIcon Contrastes

- Quanta saudade! Faz mais de 4 anos que não nos vemos. Como vão seus bichos? Quantos são agora?

Na festa que fui ontem encontrei uma conhecida. Fazia uns 4 anos que não a cruzava com ela, pois, ela mudou-se para Belo Horizonte e eu fiquei em São Paulo. Naquela época ela mantinha 7 cachorros na casa, sendo 2 no interior e os outros 5 no quintal. Todos encontrados na rua. Todos com deficiências físicas e alguns bravos que precisavam permanecer isolados dos demais.

Além dos cães ela montou o gatil e acredito que fossem uns 6 gatos. Todos retirados das ruas, também.

Ela e o marido contaram a aventura que foi transportar toda essa bicharada de São Paulo para Belo Horizonte e muita risada nós demos naquele dia longinquo.

- Pudera, você nunca mais foi para Belo Horizonte! Nem para conhecer minha casa nova e já faz 2 anos que mudamos. Hoje eu tenho 14 cães e 4 gatos. Recebi um tão machucado, mas tão machucado que fiquei com dó de tratar dele. Seriam muitas cirurgias e muitos remédios e optei pelo sacrificio. Chorei muito, mas não deu para salvar.

Disse-me que pela primeira vez na vida ela comprou um cão, o 15º, que será entregue na semana vindoura. Comprou porque se apaixonou pelo maltês que viu num pet.

- O marido ainda não sabe dessa nova figura.

- Aqui em São Paulo você não poderia ter mais do que 10 animais, disse eu.

- Lá também não pode, mas não tem fiscalização e comprei o terreno ao lado apra ampliar o espaço deles. Além disso, fico distante do vizinho mais próximo, que tem muitos animais, também.

Hoje, ela gasta 300 quilos de ração por mês para alimentar os animais. Tem um banhador que vai na casa dela e lava todos os animais a cada 15 dias.

Disse-me que tudo o que ela ganha é gasto em favor dos bichos e assim está feliz.


_____________________________________


Hoje, fui à feira. Contrariando todos os meus princípios levei o Baltazar comigo, pois, compraria na primeira barraca e nem andaria pelo miolo daquele deliciosa confusão.

Claro que ele foi cheirar a sacola de uma mulher que estava do meu lado e eu o puxei e murmurei o tal " nãaaaaaaaaaaao".

A mulher ouviu, olhou bem para mim e falou para ele:

- Pode cheirar o quanto quiser. Pode lamber e pegar e fazer o que você quiser, bonitão.

Foi o quanto bastou para uma conversa de comadres, ou, como diz meu marido, para eu acender o cachimbo.

- Você gosta de bicho, mas nem todos gostam. Na vinda eu cruzei com uma senhora que ficou apavorada quando viu o Baltazar. Encostou-se na parece e me olhou em pânico. Segurei o menino e a fiz passar. Tive dó dela, pois, para ser tão apavorada deve ter enfrentado alguma situação dificil.

- Pois eu cruzei com uma vizinha no elevador quando estava com minha poodle e fiquei horrorizada. Ela viu minha pequena e gritou: eu podeio cachorro!!!

- Como é???

- Isso mesmo. Ela gritou e eu disse para ela que como eu já estava no elevador e como pago condominio igualzinho a ela, que esperasse eu descer e que fechasse a porta.

- Quer saber? Odeio bicho! Detesto gato e cachorro! Quando eu era menina eu matava esses bichos com minhas mãos!

- Então com mais razão não a quero no elevador comigo. Você feche essa porta e espere o elevador voltar, pois, estou em melhor companhia ao lado da minha cadela do que ao seu lado. Você é um perigo ambulante.

Chocada eu me despedi dessa mulher e vim para casa.

Bjkª. Elza

5 comentários:

Rosamaria disse...

Cada um que gaste seu dinheiro com o que quiser e ninguém tem que meter o bedelho. Esta faz caridade com animais.

Eu tenho trauma com cachorros grandes desde a infância por causa de um ocorrido. Esta senhora, embora tivesse algum trauma, não precisava ser tão mal educada.

Como diz meu filho, te diuntudo neste mundo!
Bjim.

evipensieri disse...

Oi Elza.

Eu tenho dois cachorros grandes. Tem periodos que não nos damos muito bem pois eu não gosto de cachorro que pula e eu não aguento peso deles. Agora no calor eles estão mais calminhos então a convivencia é muito melhor.
Mas eles são muito espertos. É só perceber que eu estou desprevenida que lá vem os dois ...
Mesmo assim, eu gosto muito deles e não teria coragem de fazer mal a nenhum bicho. Quando vejo um cachorro na rua sempre fico com medo de que eles sejam atropelados.
Adoro bicho.

Bjs.
Elvira

Anunciação disse...

Vim me atualizar e já tomei conhecimento de seus passeios,encontros bons e desagradáveis e a saga do telemarketing,passando pelo juiz mal educado.Tem períodos que a vida é bastante animada inclusive no mau sentido,rs.Um beijo.

Blog do Beagle disse...

Rosa e Elvira,
No caso dos cachorros, tenho posição firme: cuido do meu e não maltrato nenhum, mas não trago da rua para casa. Ajudo uma amiga que é protetora e compro saco de ração e quando sei que ela precisa ajudo a pagar castração. Fico revoltada quando sei de familia que viajou e colocou o cachorro na rua! Bjkª. Elza

Anunci, basta eu andar por ai que os acontecimentos viram posts. Bjkª. Elza

J.F. disse...

Oi, Elza.
Sou um consumidor inveterado de frutas. Ao lado da cozinha, tenho um alpendre que é onde deixo o "excesso" de frutas que não cabem na copa (hehehehehe). Dia desses, pela manhã, a Nina encontrou um abacaxi comido pela metade. Na noite seguinte, ouvi barulho, mas não fui ver. Resultado: foi comido o resto do abacaxi e mais duas laranjas. Na noite seguinte, a Nina recolheu o carrinho das frutas para a copa e não houve mais comilança. Como não acredito em fantasmas, só podia ser algum bichinho de hábitos noturnos: um gambá, uma raposinha, ou qualquer coisa assim. A Nina não me deixou, pois esses animais estão acostumados com a procura de comida e não é recomendável que alteremos esses hábitos. Ela tem razão, mas bem que eu queria colocar algumas frutas à disposição dele(s?).
Até aceito que alguém tenha trauma por algum acontecimento ruim, mas não consigo entender que alguém odeie animais, especialmente gatos e cachorros domésticos que não sabem como procurar alimentos.
Abração.

Thelma Louise

Thelma Louise
Minha gatinha querida

Pesquisar este blog

Perfil

Elza Maria sempre em busca de respostas. Paradoxal, curiosa, inteligente, crítica, observadora, sentimental, habilidosa, amorosa, sensível, disciplinada e um montão de outras coisas. Ser humano normal, comum, mediano, mas que gosta de escrever e está no quarto blog.

Arquivo do blog

Atualizaçoes

Seguidores

Miau

Get the Maukie - the virtual cat widget and many other great free widgets at Widgetbox!

Passaram por aqui

Créditos

Template: Meiroca.com
Foto: Silvia Perutti