terça-feira, setembro 30, 2008

PostHeaderIcon Minha cunhada

me dizia, hoje, com a maior sem cerimônia que era de fácil convívio e que não tinha gênio forte como eu a e filha dela que é mais parecida comigo do que qualquer um nessa vida.

Gargalhei e respondi:

- Não tem gênio forte? Quem foi que saiu de casa uma noite, aos berros, dizendo que iria se matar? Quem foi que pegou uma pilha de 12 pratos de sobremesa e jogou no chão? kakakakakak eu vi meu irmão sentar-se sobre você para segurar uma crise ...

Ela riu, pois, aposto que já tinha esquecido dessas cenas. Fácil falar da vida alheia, né?

- Pode parar, nêga, todos nós somos geniosos e todos nós somos temperamentais. Um átimo de segundo é o suficiente para tirar qualquer um do sério. Meu marido costuma dizer que sou do bem e de fácil convívio porque sou cordata e apaziguadora... Muito dificil eu ficar de mau humor ... Dá para acreditar nisso?

Em tempo: sempre fui a nervosinha e a encrenqueira da familia...

Ela mudou de assunto e teceu loas ao amor. Usou essa palavrinha desgastada e sem sentido como antídoto para todos os problemas.

Discordei de novo. Expliquei o que penso sobre essa palavrinha idiota e fui mais longe.

Disse para ela que tenho serias dificuldades para perdoar os que me magoam. Disse que fui julgada e condenada pelos familiares sem chance de defesa e que ninguém, mas ninguém me conhece e sabe quem sou. Disse que minha Mãe morreu sem saber a filha que criou embora tenha reconhecido perante outras pessoas que jamais me dera uma chance de me mostrar. Pela primeira vez eu disse o quanto tudo me magoou e como essa mágoa se reflete sobre mim até hoje:

Amor incondicional nem para o meu cachorro! A única gentil criatura que me tem sem barreiras é a Thelma Louise!

Ninguém chorou, ninguém levantou a voz e as emoções que rolaram foram muito bem recebidas e tratadas. Meu irmão ligou para meu marido que está em Goiânia e desejou feliz aniversário.

E por ai foram nossos temas. Falamos em irmandade, em peitos grandes e caídos; em mães e filhas; problemas e soluções... Jantarzinho em familia, gostoso e tranquilo, com muitas gargalhadas. Muita conversa leve e também coisas mais difíceis. Só nós três, de novo.

Meu irmão ficou do nosso lado mas dormiu sem parar. A oxigenação dele é muito ruim e ele apaga. Ela me disse que não viverá sem ele nem um dia. Falou diversas vezes na morte dele. Estará me preparando para isso? Eu não sei como reagirei à ausência dele. Quando eles se forem não terei mais familia para curtir...

Bjkª. Elza

3 comentários:

dudv disse...

Em qualquer relação tem brigas, mas que são uperadas pelo amor.

Ana disse...

Essas relações tão delicadas, estas dores, coisas mal resolvidas...

Falar é terapêutico...

Eurico de Andrade disse...

Elza,
Tô aqui pagando visita e fiscalizando seu trabalho para ver se continua bom como antes. Continua. Pode seguir em frente!

Thelma Louise

Thelma Louise
Minha gatinha querida

Pesquisar este blog

Perfil

Elza Maria sempre em busca de respostas. Paradoxal, curiosa, inteligente, crítica, observadora, sentimental, habilidosa, amorosa, sensível, disciplinada e um montão de outras coisas. Ser humano normal, comum, mediano, mas que gosta de escrever e está no quarto blog.

Arquivo do blog

Atualizaçoes

Seguidores

Miau

Get the Maukie - the virtual cat widget and many other great free widgets at Widgetbox!

Passaram por aqui

Créditos

Template: Meiroca.com
Foto: Silvia Perutti