quinta-feira, abril 23, 2009

PostHeaderIcon Telefonemas





















Imagem retirada do blog http://cantodeprosear.blogspot.com/2008/11/amigas-ao-telefone.html

- Quem fala?
- É a Maria.
- Quero falar com minha tia.
- Quem é?
- É o Rodrigo.
- Ela saiu com o Baltazar, agorinha.

- Me dê o celular dela.


- Tia, aqui é o Rodrigo.

- Como?
- Tia, o Rodrigo. Tudo bem com a senhora?
- Tudo, meu filho. E você?
- Tudo, Tia, mas eu estava indo para o aeroporto de Cumbica e bati o carro. A senhora pode me ajudar?
- Não, meu filho, eu não posso ajudar porque você não é o Rodrigo.
- Sou sim, Tia. Por favor ...
- Filho, meu Rodrigo nem mora por aqui e está em viagem para o exterior. Vá enganar outro, tá?

- Dona Elza, seu sobrinho Rodrigo telefonou para cá e disse para a senhora comprar 2 cartões da TIM para ele.
- Fique tranquila, Maria, isso é coisa de desocupados ... Quando eu chegar lhe conto os detalhes. Caso ele ligue de novo pode dizer para ele procurar outra turma!

- Beto, por desencargo de consciência, ligue para o Rodrigo e veja se está tudo bem com ele.
- Fique tranquila, acabei de falar com ele. Estava entrando numa reunião na GV.

- Olhe aqui seu FDP vá amolar outro que tenho mais o que fazer. Não vou comprar cartão da TIM para lhe dar, não. Você não é sobrinho da minha patroa coisa nenhuma. Vá pro inferno!

Desde o início da conversa eu estranhei a voz. Não era a do meu sobrinho lindo e maravilhoso chamado Rodrigo. Ele mora aqui e não no exterior, mas eu sabia que não era ele. Conheço as vozes das pessoas com quem converso. Tenho bom ouvido. Outra coisa, meus sobrinhos não me chamam de "senhora". Ele jamais ligaria para mim para socorre-lo. Ligaria para a esposa ou para o Pai.

O nome RODRIGO é muito comum. Quem não tem um amigo, um sobrinho ou filho de amigo com esse nome?

Da outra vez que me ligaram era uma voz feminina me chamando de mãe. Como não tenho filhos, ficou fácil.

Dessa vez a voz era diferente da voz do Rodrigo e me chamou de senhora... Fácil, também.

Tudo isso ocorreu hoje cedo, enquanto eu passeava o Baltazar pelas ruas passarinhadas do meu bairro e, por não ter sido a primeira ligação dessa maldita quadrilha, fica meu segundo alerta.

Tomem cuidado com essas ligações. Esse povo não tem nada a perder e se vc não for frio e usar o raciocínio, acaba entregando o nome de alguém da familia e depois fica refém do telefone. Ameaças e mais ameaças caem sobre sua cabeça! Conheço gente que passou apertado com as ameaças e acabou depositando dinheiro em conta corrente para ter seu parente "liberado".


Bjkª. Elza
terça-feira, abril 21, 2009

PostHeaderIcon Pizza de tomate seco

500 gr de farinha de trigo

50 gr de fermento fresco

300 ml de água

50 gr de tomates secos

1 colher de sobremesa de sal

Modo de fazer:

pique o fermento em pedacinhos e misture à farinha. Coloque a agua e amasse até formar a massa. Coloque metade do tomate seco picado bem pequeno. Amasse até ficar massa firme e lisa. Caso precise, coloque mais água ou mais farinha. Ao final, coloque o restante do tomate picado grosseiramente.

Deixe descansar por uma hora.

Abra a massa no rolo com 1 cm de altura.

Coloque numa assadeira retangular untada e enfarinhada e espalhe pelos cantos. Despeje o azeite.

Asse em formo 180º.

Se quiser substituir o tomate por ervas finas.

Bom apetite.



Bkª. Elza

Quer conhecer uma escrita fluida, leve e deliciosa, de fato? CLIKE AQUI
domingo, abril 19, 2009

PostHeaderIcon Veículos




Objeto da disputa e meu marido.

- Quero parar o seu carro, dá para entender? Vou lhe dar uma caminhonete!

- O que eu vou fazer com uma caminhonete em SP, homem?

- É o máximo mulher dirigindo caminhonete. Pergunte para a Fabi!

- Eu não quero! Sou doida de pedra com esse carrinho pequeno... imagine o que eu faria com um carro grande! Passo por cima de todo mundo!!!

- Tem que ter cuidado, sim. Eu passei por cima de um Ká outro dia! disse o filho do marido.

- Tá vendo? Fico com meu bonitinho e fim de papo. Na hora que me der na bola eu vendo e compro outro, do meu gosto. Troque o seu carro que está muito velho e rodado.

- Vc não vende esse carro, tá me ouvindo!

- Fal, esse carro não vira clássico como vc quer. Ele não é quadrifoglio e nem 2.0... Vc mudou o estofamento dele... Nunca terá chapa preta!

- Além disso, ainda faltam mais de 15 anos para ele poder se candidatar a chapa preta. Quem quer viver tudo isso? Para quê fazer todo esse esforço?

- Tenho paixão por esse carro! Vou lhe dar meu Uno, então!

- Tá bom que eu quero seu Uno!!! Paixão injustificada. Vc trate de pegar esse dinheiro e troque o seu carrinho por algo melhor, mais cômodo, mais moderno!

- Vc tá louca! Não vou financiar a empresa de jeito algum! Comprar carro melhor para viver na estrada!

- Fal, e o seu conforto? E a sua segurança, não contam? Seu carro não tem ar e nem rádio!!!

Essa conversa foi longe. O irritante marido que tenho quer parar meu carro e deixa-lo escondido e esquecido até poder usar chapa preta de carro antigo.
Quer comprar uma caminhonete para meu uso pessoal. Eu sou contra. O filho dele gosta da idéia da caminhonete, mas acha que o Pai deve trocar o Uno por algo melhor, mais moderno e mais seguro. Fabi, a norinha, adora caminhonete e acha que devo aceitar.

O carro é meu e estou me acostumando com ele, agora, depois de ele estar nas minhas mãos há 10 anos. Sempre achei esse carro simbolo de ostentação, mas com o passar dos anos e com o envelhecimento, já o aceito como um carro qualquer. Por mim, eu o vendia e comprava um Ká novinho, desde que não seja 1000!

Mais fácil o Rogério Ceni voltar a jogar amanhã pela manhã do que conseguir meu intento!!!!!!!!!!!

Ah ... o objeto de tanta discussão é uma Alfa Romeo 145 - 1,8 - vermelha - 1997/1998 com menos de 100.000 km rodados originais.

Bjkª. Elza

sábado, abril 18, 2009

PostHeaderIcon MEME DO DICIONÁRIO


ENCONTREI NO BLOG DA MARIE .

Gostei de Idéia e resolvi participar.

Quem se interressar pode pegar o selo e se juntar aos que gostam de dicionários e imagens.




Regras:

1- Pegue no dicionário, de preferência de língua Portuguesa...
2- Abra esse dicionário em qualque página...
3- A primeira palavra que vir, digite-a no "Google Imagens"...
4- Faça uma postagem a dizer qual a palavra que foi sorteada...
5- Mostre o primeiro resultado da imagem conseguida ao digitar essa palavra...



















A palavra foi DIVISÃO.

Bjkª. Elza
quarta-feira, abril 15, 2009

PostHeaderIcon Prazer




Mais uma vez me inscrevi no Tertulia Virtual e apresento um ponto de vista sobre o prazer.



Houassis
prazer
Datação1152 cf. JM3Acepções■ verbo transitivo indireto, intransitivo e pronominal 1 m.q. aprazer ■ substantivo masculino (sXIII) 2 sensação ou emoção agradável, ligada à satisfação de uma tendência, de uma necessidade, do exercício harmonioso das atividades vitais etc.; alegria, contentamento, júbilo Ex.: ria de puro p. de viver 2.1 deleite sexual 2.2 satisfação emocional Ex.: o p. do dever cumprido 3 boa vontade, agrado Ex.: recebeu-os em sua casa com p. 4 diversão frívola; distração, divertimento Ex.: buscava p. na agitação noturna da cidade 5 Rubrica: estética. no kantismo, sentimento desinteressado de satisfação diante da beleza, seja natural ou artística 6 Rubrica: filosofia. nas doutrinas morais hedonistas, o bem supremo do homem 7 Rubrica: psicologia. estado afetivo fundamental, um dos dois pólos da vida afetiva, contrapondo-se à dor Etimologialat. placèo,es,cùi ou cìtus sum,placére 'agradar, ser agradável, parecer bem, ser do agrado de'; ver praz-; f.hist. 1152 prazer, sXIII prazer, sXIII plazeria, sXIII prouge, sXIII prouguer, sXIV pragia, sXIV prouuer v., sXIII prazer, sXIV plazer subst.Sinônimosver sinonímia de talante e antonímia de desgostoAntônimosaflição, desgosto, dor, mágoa, tristeza; ver tb. sinonímia de desgostoGramáticaa respeito da conj. do verbo, ver -azer


Michaelis
prazer1pra.zer1(lat placere) vti Agradar, aprazer, comprazer: Praza a Deus que tal não aconteça. Conjugação: é verbo defectivo; só se conjuga nas terceiras pessoas: praz, prazia, prouve, prouvera, prazerá, prazeria, praza, prouvesse, prouver.
prazer2pra.zer2sm (lat placere) 1 Alegria, contentamento, júbilo. 2 Deleite, gosto, satisfação, sensação agradável. 3 Boa vontade; agrado. 4 Distração, divertimento. 5 Filos Emoção agradável que resulta da atividade satisfeita. Antôn (acepções 1 e 2): tristeza, dor, aflição. Prazeres físicos: prazeres materiais; gozo sensual.



Nossos dicionaristas são ótimos. Definem e explicam tecnicamente o prazer, mas não conseguem colocar em palavras a sensação maravilhosa de assistir ao por do sol; de encontrar o ser amado; de apreciar a receita favorita executada por quem sabe; receber as atenções do cachorro ao chegar em casa; tomar um banho depois de muitas horas guiando sob sol forte; tirar os sapatos e massegear os pés; ouvir o silêncio; ser beijado pelo neto.

Eles também não colocam em palavras a sensação de fazer pelo outro e agradar a quem se ama; de realizar o outro sexualmente; alimentar, perfumar e acarinhar; despertar talentos ...

O prazer existe tanto para quem consegue dar ao outro o que ele precisa, como para quem sabe receber do outro o que precisa para si.

Prazer pode ser leve e suave, transitório e rápido, como pode ser experiência profunda e marcante.

O que vale é senti-lo, ao menos uma vez, em cada um dos setores de nossa existência.

Bjkª. Elza
domingo, abril 12, 2009

PostHeaderIcon Ainda a Pascoa




Imagem obtida em:

http://vilamulher.terra.com.br/

- Quer almoçar?

- Não, eu já comi, mas levo uma quentinha pra casa. Marido foi para Belo Horizonte.
- Esse bacalhau está maravilhoso.

- Esses, você quer dizer: são quatro receitas diferentes.

- Nossa, quanto tempo faz que não vejo você?

- Dri, seu irmão é muito legal!

- Cadê o Felipe para eu conhecer? Mamando? Que docinho! Mais um pouco e essa roupinha que comprei para ele não serviria.

- Tia, você ficou loira depois de velha kakakakaka...

- Olhe, essas roupas nunca foram usadas e acho que servem para você.

- Minha irmã tá grávida! Engordou 20 quilos!!! Tia eu estava mesmo precisando de roupas para trabalhar.

- Gente o sol está me queimando. Um saco! De manhã tava frio e eu me agasalhei...
- Quer uma camiseta mais fresca? Vem comigo!

- Rodrigo, tou com saudade de um abraço apertado!

- O futebol ainda não começou.

- Quem é do São Paulo senta do lado de cá.

- Hoje vai dar briga, aqui. Os irmãos torcem para os times opostos.

- Não sei para qual time torcer. Sou palmeirense.

- Saia de lado e não se envolva, boba! Futebol é para macho.

- Nós encontramos o Brandão no café outro dia!

- Vixe, essa é dos tempos antigos ... tá de cabeça branca?

- Não, tá careca kakakakakak!

- Precisei chamar a policia e fazer Boletim de Ocorrência. Os vizinhos do prédio ao lado jogaram pratos e copos aqui no nosso quintal, ontem!

- Dá para parar de jogar fumaça no meu rosto?

- Pegue um pedaço de torta de gianduia prá mim?

- Quanto tempo vou ficar dessa vez? Um mês inteirinho. Estou em férias.

- Dona Maria, verdade que a senhora fez dobradinha? Meu marido adora esse prato.

- Eu fiz 3 tigelas para mim. Mandei limpar e retirar toda a gordura, passei limão e fervi bem. Não ponho feijão nem nada. Gosto da dobradinha simples e bem temperada.

- Meu outro neto está com 6 anos e é um barato. Tem olhos azuis e é muito espirituoso.

- O gato da minha vizinha invade a varanda da minha casa e faz cocô lá. Um cheiro horrível!

- Billy, saia daí! Cuidado com esse cachorro, gente. Ele é especialista em roubar fatia de pão. Cadê o Baltazar? Tia por que vc não trouxe o Baltazar?

- Beto, você vai para a Justiça comigo essa semana?

- Pessoal, eu não vou servir ninguém. Tem cerveja na geladeira, água no filtro e comida sobre a mesa. Virem-se. Isso é familia e cada um se salva, certo?

- Rafael, na semana passada era você o gripado. Hoje sou eu. Atchimmmmmmmmmm
- Tia, você vem ficar conosco um pouco, lá na casa do meu Pai. Quero conversar com vc.


Claro que a confusão era enorme.

Meu irmão mais novo comprou uma casa muito simpática e recebeu além de mim, nosso irmão mais velho que levou a esposa, a filha que mora nos Estados Unidos, o filho com a esposa e o bebê Felipe.
Também estavam lá a sogra, o cunhado com a familia e o enteado.

Música ao fundo e muita animação. Dois cachorros circulando pela casa.

Para mim, Pascoa e Natal é com familia. Com a minha familia, melhor dizendo! Mesmo com a presença dos familiares de minha cunhada, com quem tenho pouco contato, eu me senti em casa, com laços de sangue ardendo nas minhas veias. A Mãe dela é pessoa calorosa e simpática, se entrosa e conversa deliciosamente. O irmão dela me faz tanta festa que parece que nos conhecemos a vida toda.


Aquela familia que criei ao longo da vida, aquela, dos agregados e amigos amados é tão importante quanto essa, com quem eu estive à tarde. Faço questão de viver momentos tão emocionantes e belos como os de hoje, com meus amigos e dividir com eles minhas esperanças renovadas.

Minha sobrinha que mora nos Estados Unidos e eu não nos encontravamos há muitos anos por problemas que ficaram no outro blog do beagle . Pensei que fosse me emocionar e dar trabalho para todos quando a visse, mas não. Fiquei firme e tranquila. Ela se emocionou e me abraçou apertado. Quero deixar de lado o que já foi!

Minha Pascoa foi maravilhosa e renovei meu amor pelos meus. Renovei minha esperança em ter todos reunidos em volta de um mesmo objetivo.

Aguardemos os acontecimentos. Um dia, terei todos perto de mim.

Bjkª. Elza

Legenda: em azul, minhas palavras
Em vermelho: minha sobrinha que mora nos Estados Unidos
Em verde: minha sobrinha afilhada.
quarta-feira, abril 08, 2009

PostHeaderIcon Feliz Pascoa












Encontrei essa imagem no UOL e gostei muito. Não sei para quem dar o crédito.

Desejo a todos Boa Pascoa, muita alegria e felicidade.

Bacalhau à mesa e muita paz.

A Páscoa será dificil, como sempre. Meus parentes estarão reunidos e eu não poderei estar com eles. Quando eu puder me reunir a eles, o grupo já terá se dispersado.

O que não tem remédio, remediado está, pois não?

Bjkª. Elza

domingo, abril 05, 2009

PostHeaderIcon Noite

Banho, roupas frescas, perfumes
Festas diversas.
- Você tá com roupa de luxo!
- Você tá feio. Põe a camisa prá dentro da calça!
Alegrias na quarta idade e na segunda.
Aniversários comemorados.
Crianças lindas.
Patês, sanduiches de metro.
Bolo de chocolate.
Bolo branco.
Docinhos.
Parabéns pra você, nessa data querida ...
Sem álcool.
Risos e alegria.
- Comi demais.
- Docinhos deliciosos.
Inicio da madrugada sem sono.
Pregos na cama.
Suor inusitado.
- Essa cortina não deixa o vento entrar no quarto.
Barulho na rua.
- Esses manobristas acabam om os carros alheios.
Ansiedade. Corrida na Malasia.
- Será que está na hora?
Rola que rola que rola...
- Abri a cortina, a janela e não consigo dormir.
Bom dia às 4 horas da madrugada.
- Você faz a lista da feira?

Tou com sono e cansada e preciso dormir. Fui.

Bjkª. Elza
quarta-feira, abril 01, 2009

PostHeaderIcon Caminho das Indias













Tenho o salutar hábito de não seguir novelas. Faz muitos anos que me recuso a assistir essas idiotices teletransmitidas por conta das besteiras de texto.

Essa novela me atingiu porque trata de hábitos diferentes, roupas lindas e crenças inusitadas e, portanto, comecei a seguir as desventuras dos personagens.

De início me chamou a atenção a burrice de alguns deles, como a Silvia e o Raul. Burrice e ingenuidade a toda prova, absurdamente ridículos em pessoas com a formação educacional que dizem ter e posição social. Ele, executivo de uma empresa sem o menor traquejo!!!!

Outra coisa que me repugna é a falta de carater coletiva ou quase. Todos é exagero, mas, a maioria, é composta de péssimos exemplos para crianças e adolescentes, já que mentem, trapaceiam, camuflam e por aí afora. Só veem dinheiro e seus próprios interesses. Os indianos encabeçam essa lista. Os brasileiros lhes dão a mão e andam juntos.

A heroína é um desastre! Mente para si, para a Mãe e Pai, para o Marido e não teve a dignidade de contar para o amante o que se passava com ela. Tudo em prol da trama!!!!

O que me leva a esse desabafo de hoje foi a cena ridícula e absurda da "morte" do Raul.

Pode até ser possivel um sono profundo que gere a presunção de morte de uma pessoa. Não tenho conhecimentos bastantes para criticar esse fato.
O que não pode ser transmitido ao público é a forma como tudo ocorreu.
A tal de "Ivone", psicopata de plantão, aparece do nada e "Silvia" acredita nas histórias. Nem percebe que a "amiga" chegou em hora providencial e tem um "amigo" que pode providenciar caixão mortuário numa cidade do interior de São Paulo.
Essa "Ivone" mora da Espanha e nunca esteve na cidade onde está localizada a fazenda da familia!!! Como ela conhece pessoas que podem se desincumbir do corpo?
Como se não bastasse, "Ivone" dá o atestado de óbito. Como atesta algo sem saber a causa mortis? Ela não era médica do defunto, não é médica a bem da verdade, não exerce a profissão no Brasil e não tem registro no CRM ...Obrigatória assinatura de DOIS MÉDICOS em atestado de óbito de quem morre em casa.

Pessoas!!!!!!!!!!!!!! Isso não existe!!!!!!!!!!!!!!!!!

Morte súbita, como a que teria acometido o "Raul", OBRIGATORIAMENTE, seria investigada pela polícia e o corpo periciado pelo Instituto Médico Legal!

Na maioria das cidades brasileiras quem se encarrega da morte é a Prefeitura e não pessoas quaisquer como apareceu no capítulo! Pelo que eu saiba e posso estar enganada, o serviço funerário é municipal. Onde já se viu aparecerem dois estranhos com 2 caixões na casa do "morto"??
Além disso, o corpo teria que ser embalsamado por que, precisa, por força de lei, ficar exposto por 24 horas, no mínimo. O ato de embalsamar só pode ser feito na presença de alguém da familia!

A apalermada "viuva" não toma qualquer providência? Não raciocina e não chama a policia nem um médico da cidade?

Eu sei que se trata de ficção, mas pensem comigo:

Essa novela é transmitida para no Brasil inteiro e todos nós sabemos da diversidade cultural de nosso país.

Já pensou a febre de falsas mortes que pode acarretar essa idéia idiota?

Ela será vendida para o exterior e nós sabemos que poucos lugares no mundo tem alguma idéia de quem somos e como nos comportamos. Vejam a idéia distorcida de nossa realidade que está sendo transmitida!

Todos nós sabemos que é possível a troca de identidades e essa novela estimula prática!

Já não basta o comportamento do "Zeca" que tem todo o estímulo dos pais?

Estou revoltada e gostaria que a Globo esclarecesse, no horário da novela esses fatos.

Um mínimo de credibilidade na ficção é de ser exigido.

Bjkª. Elza

Thelma Louise

Thelma Louise
Minha gatinha querida

Pesquisar este blog

Perfil

Elza Maria sempre em busca de respostas. Paradoxal, curiosa, inteligente, crítica, observadora, sentimental, habilidosa, amorosa, sensível, disciplinada e um montão de outras coisas. Ser humano normal, comum, mediano, mas que gosta de escrever e está no quarto blog.

Arquivo do blog

Atualizaçoes

Seguidores

Miau

Get the Maukie - the virtual cat widget and many other great free widgets at Widgetbox!

Passaram por aqui

Créditos

Template: Meiroca.com
Foto: Silvia Perutti